Nubank pode fechar as portas se BC confirmar mudança amanhã

Cofundadora afirma que medida, como vem sendo ventilado em Brasília, vai representar o fim do negócio.

Brasília – Um dos emissores de cartão de crédito que mais crescem no País, o Nubank ameaça fechar as portas se o Banco Central confirmar, nesta terça-feira, 20, uma mudança drástica no prazo de pagamento das vendas aos lojistas.

A cofundadora da empresa, Cristina Junqueira, afirma que reduzir de 30 para 2 dias o prazo, como vem sendo ventilado em Brasília, vai representar o fim do negócio.

A intenção de mudar o prazo foi oficializada na quinta-feira pelo presidente Michel Temer e pelo Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, durante lançamento do pacote para impulsionar a economia.

Atualmente, quando um consumidor paga algo com cartão, o lojista leva 30 dias para receber – prazo maior que o visto em outros países, como os EUA, onde a demora é de dois dias. Para o governo, o encurtamento do processo vai favorecer o varejista e contribuir para a retomada da atividade.

O problema, segundo Cristina, é que a mudança trará um custo adicional para todos os emissores de cartões de crédito, do Nubank aos bancos maiores, que dominam o mercado.

A diferença é que o Nubank e os emissores menores não têm a mesma capacidade de financiamento de gigantes como Itaú Unibanco, Bradesco e Santander.

“Atualmente, um cliente que usa o cartão pagará a fatura, em média, 26 dias depois. Assim, o Nubank, como emissor, receberá o dinheiro apenas após este prazo”, explica Cristina. “Com o dinheiro, pagamos o adquirente (operador do cartão), que leva mais dois ou três dias para pagar o varejista. Isso dá o prazo de 30 dias”, descreve.

A receita do Nubank, que já emitiu mais de 1 milhão de cartões desde 2014, vem de um porcentual descontado do valor repassado ao lojista, de aproximadamente 5%. Cerca de 1,5% fica para o Nubank e o restante para a adquirente (como Cielo, Rede e GetNet) e para a bandeira (como Mastercard e Visa).

Se o prazo for encurtado para dois dias, alega Cristina, o Nubank terá de pagar o adquirente antes mesmo de receber o pagamento da fatura pelo cliente. Para isso, será preciso pegar recursos no mercado.

“Mudar dramaticamente, reduzir o prazo para dois dias, isso seria apocalíptico para a gente”, diz Cristina. Segundo ela, mesmo que o prazo fosse reduzido para 15 dias, e não dois, o Nubank não teria como sobreviver.

“Nós já fizemos algumas simulações. Com dois dias é apagar a luz e fechar a porta. Com 15 dias, a gente precisaria de quase R$ 1 bilhão de capital adicional do dia para a noite.”

Cristina afirma não ver espaço para conseguir, no mercado brasileiro, uma capitalização deste valor no curto prazo. “E, mesmo que os outros bancos emprestassem o dinheiro, eu não tenho margem para pagar o custo mensal da dívida”, diz. “Hoje, meu custo de capital é bem mais alto que 1,5%.”

Na terça-feira, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, deverá anunciar medidas ligadas ao crédito e a outras áreas de atuação da instituição. Questionado neste domingo, 18, pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, a respeito das mudanças na área de cartões, o BC não se pronunciou.

No mercado financeiro, analistas acreditam que a redução do prazo de pagamento de lojistas pode ser fatal não apenas para alguns emissores, mas também para adquirentes menores.

Há ainda preocupação com a operação de cartões de alguns varejistas que não possuem parceria com grandes bancos, como a Renner. Questionada, a empresa não se pronunciou.

O Estado apurou que a questão do prazo para pagamento aos varejistas está sendo estudada e que o governo pode optar por mudanças nos juros do rotativo do cartão de crédito, e não necessariamente no prazo para pagar o varejista. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Que bizarro.
    Eu vejo isso como algum tipo de retaliação dos bancos, PALHAÇADA!! Esse país é totalmente influenciado por dinheiro. Bando de sangue suga! Vergonha!!

    1. Ricardo André da Silva

      Mas isso não vai valer apenas para o Nubank. Como assim retaliação. Eu encaro isso como notícia positiva, acho q já deu essa dos bancos trabalharem com o dinheiro de seus clientes enquanto o deles fica rendendo. Não esqueça q o Nubank também é um banco…

    2. Mauricio Macedo

      Que país /economia não é influenciado por dinheiro? Quando grandes corporações perdem parcela significativa de renda eles partem pra retaliação/recuperação do capital. Para combater grandes bancos existe o bitcoin. Aproveite e pesquise sobre o cartão da xapo.

    3. Renato Martins Silva

      Ricardo concordo contigo. Para o lojista então. Noticia maravilhosa. 70% dos pagamentos com cartão e ainda ter que pagar uma taxa absurda de antecipação. Pra mim a noticia é maravilhosa. Na hora de ganhar juros todo mundo quer. Na hora de fazer melhor para quem usa o serviço tem mimi. O Brasil é o pais onde os bancos tem um retorno de investimento mais rápido do mundo. Então para sorrir tem que fazer rir.

    4. Claudio Viana Pessoa

      Renato p

    5. ÓTIMA Notícia!!! Vai liberar capital de giro em menos de 1 semana para o pequeno comerciante que é quem trabalha e gera milhões de empregos. Não para uma financeira de gringo que que desembarcou no Brasil para ganhar dinheiro em cima do trabalho duro do brasileiro :)

    6. Henrique Lisboa

      Ricardo, assim como o lojista, os bancos só recebem o dinheiro do Cartão de Crédito com 30 dias. Lembre-se que a fatura é paga só depois da compra. Se mudar pra 2 dias o que vai acontecer é que irão aumentar a anuidade do cartão ou as taxas. Isso se não começarem a cobrar juros de empréstimo pessoal.

    7. Não acho que vai ser tão bom assim para os comerciantes. O fato do nubank fechar não vai fazer com que os usuários façam cartões de crédito nos bancos tradicionais e muita gente vai deixar de comprar se não puder ser parcelado e as vendas vão diminuir. Muita gente não quer saber de cartão de crédito por causa das anuidades, uma das atrações do nubank é justamente a falta de anuidade.

    8. Fabrício Reis

      Como tem gente ingênua nesse nosso país. Se os bancos tiverem que antecipar os pagamentos aos lojistas, é óbvio que os custos aumentarão. O cartão de crédito, na prática, transformar-se-á em empréstimo, e certamente virá cobrança sobre isso. E no final, o custo irá parar no bolso do consumidor, quer seja nos parcelamentos “sem juros”, quer seja nas anuidades dos cartões. E no final do ciclo, o tiro volta para o pé do comerciante.

  2. felipe gomes

    Os grandes bancos não possuem serviço de qualidade, apenas querem ganhar dinheiro e lucrar não prezam por um bom atendimento, acredito que isso seja pressão dos maiores para acabar com o nubank, uma vez que não possuem a mesma competencia de prestar o atendimento que o roxinho presta, caso o nubank cobrasse anuidade eu pagaria porque aqui no brasil infelizmente para termos um bom atendimento temos que pagar mais caro. Cristina se quiser cobrar anuidade eu pago e acredito que muitos mais irão aceitar pagar.

    1. Romario Santos Fonseca Batagim

      O atendimento do Nubank caiu muito, sem falar do juros de 13% maior que meu Itaucard.

    2. Bancos Sanguessugas. Querem continuar fornecendo um serviço lixo por alto preço..

    3. ÓTIMA NOTÍCIA ESSA!!! Vai liberar capital de giro em menos de 1 semana para o pequeno comerciante que é quem trabalha e gera milhões de empregos. Não para uma financeira de gringo que que desembarcou no Brasil para ganhar dinheiro em cima do trabalho duro do brasileiro :)

    4. Josimar Souza

      Desculpe mas o atrativo do Nubank é anuidade zero e as taxas de juros, que de uns tempos pra cá aumentaram as taxas. Acredito que se cobrar anuidade eu cancelo o meu.

    5. Josimar Souza

      Essa mudança no prazo é muito boa para o comerciante. Um exemplo disso são os taxistas que ficaram obrigados a receber cartão e receber em 30 dias realmente pra eles não é viável. Imaginamos que o motorista paga a frota no formato de diárias,como ele vai poder pagar se vai receber em 30 dias?

  3. João Paulo Schönhardt Franco

    Um detalhe importante que ainda não foi abordado: no Brasil as faturas de cartão de crédito são pagas em um dia fixo do mês e o portador não paga o juros entre a data da compra e a data de pagamento. Em nenhum outro país funciona assim. É preciso ajustar este ponto. A partir daí é que o sistema como um todo funciona de forma natural. É por isso que no resto do mundo o lojista recebe no dia seguinte, pois o adquirente (Rede, Cielo), recebem também do banco emissor no dia seguinte, pois o portador do cartão tem a opção de pagar a fatura também no dia seguinte ou em qualquer outro dia no futuro, contanto que pague o juros (valor do dinheiro no tempo). Não confundir isto com rotativo.

    1. David Morais

      Se é pra comprar no cartão e pagar a fatura 1 ou 2 dias depois, não existe lógica para se ter cartão de crédito. Melhor é extinguir o cartão de crédito e usar o débito. Ou então, não comprar (o que irá aumentar ainda mais a crise econômica).

    2. Gustavo Bueno

      Isso não é verdade em todos os países, aqui nos EUA eu pago minha fatura 40 dias após a compra e não pago nenhum centavo de juros.

    3. Renato Martins Silva

      Gustavo Eu acho que a taxa de transação e anuidade já estão bem pagos pelo serviço, O resto é exploração.

    4. Tiago César Oliveira

      Eu moro em Portugal, e aqui minha fatura vence todo dia 20, e diz respeito ao período compreendido entre o primeiro e último dias do mês anterior. Se eu fizer uma compra dia 01/01, só vou pagá-la dia 20/02, sem juros, portanto gozando de 50 dias sem juros para pagar. Ah, o juro anual (que não possui anatocismo) é de 17%.

  4. Ronaldo J. Klauck

    Essa é mais uma interferencia do governo numa área que não precisava. Se isso acontecer , gostaria que nubank entrasse para o rol das empresas fechadas a qual eu faço parte há mais de 3 anos , quando o governo brasileiro abriu as portas para os produtos chinesses, e quebrou várias empresas pequenas e médias ( que era o meu caso) , após um trabalho árduo meu de mais 35 anos….vi meus sonhos se esvaírem….. isso é que dá esses 13 anos de um governo cafajeste e hipócrita ..

    1. David Morais

      O governo atual não representa o PT. Este governo atual que pretende tirar do mercado o NuBank, é PMDB/PSDB.

      Veja que o fim da sua empresa, não foi “culpa do PT”. Veja o que o PMDB/PSDB estão fazendo com outras empresas.

    2. David Morais

      O governo atual não é P T. É um governo P M D B e P S D B.

    3. Rafael Campos de Brito

      David, mas a empresa dele esta fechada há 3 anos, quando o PT ainda estava desgovernando o partido. Não seja cego.

    4. Mauricio Macedo

      Há 3 anos atrás não foi o governo do PT que ferrou com ele não. Tá. Sei. Conta outra que mentir tá feio.

    5. Will Oliveira

      Verdade David Moraes, não foi o PT que quebrou a empresa dele 3 anos atrás, aliás tivemos 13 anos de Hiato governamental, de políticas populistas. Se algo é bom, foi herança do PT, se algo é ruim, foi o Temer em 6 meses. Sério cara. Conta outra piada, que essa já deu.

  5. Cassiano Aquino

    Infelizmente parece que o sonho acabou, mas espero que aconteça alguma coisa que mude essa situação.

    1. Mauricio Macedo

      A revolução contra os grandes bancos é o bitcoin. Aproveite e pesquise sobre o cartão da xapo

  6. Elio Fedeli Neto

    Com certeza os grandes bancos estão envolvidos nisso. Esse País é uma palhaçada realmente. Quem sempre sai perdendo é o povo, que tem que se conformar com com um serviço de pessima qualidade e ainda mais caro oferecida pelos grandes bancos, porque aqui no Brasil quem manda são os grandes pois o governo protege esses da livre concorrencia. E podem ter certeza que tem propina envolvido nisso, pagamento dos grandes bancos para o governo para aprovar essas medidas anti concorrencia.

  7. Gutemberg V. Feitosa

    Alguém precisa perguntar ao senhor Meirelles se essa medida estava no rol de eliminação da concorrência ao minúsculo Banco Original do qual é sócio.

    1. David Morais

      Falou tudo.

    2. Renato Martins Silva

      Para o lojista é uma ótima mudança

    3. Henrique Lisboa

      Infelizmente não é Renato, é uma péssima mudança. Essa medida força os bancos a colocarem juros e taxas mais altas nos cartões de crédito. Ou você acha que eles vão pagar em 2 dias e esperar receber do cliente em 30 dias e não vão repassar o custo de 28 dias pra alguém!? A notícia é ruim, pode acreditar. Pra variar só é boa pra minorias “amiga do Estado”.

  8. Csaba Sulyok

    Cartão de crédito é uma tecnologia dos anos ´70as. Prazos de pagamentos de 30 dias nos tempos de Internet universal e tecnologias como Blockchain mil vezes mais seguras e basicamente fazendo transações instantâneas? Seria realmente tempo de aposentar os velhos Cartões de crédito. Bom dia Nubank!

  9. Mauricio Macedo

    Pesquise sobre o bitcoin. Use e peça seu cartão da Xapo. Dê um chute na Bunda dos grandes bancos

    1. Daniel Vitorino

      Você poderia indicar fontes confiáveis? Preciso dar um chute no meu ItauCard

    2. Pedro Henrique Nunes

      Mas para utilizar esse cartão o cliente precisa ser mineirador de Bitcoins? De que adiantaria mandar fazer o cartão sem ter Bitcoins?

    3. Krosna Terrestre

      O assunto aqui é cartão de crédito. Esse tal de cartão xapo é apenas de débito, nem percam seu tempo.

    4. Cartão de débito a partir de bitcoins só é realmente útil quando você recebe dinheiro/salário/pagamento em bitcoins. Porque fazer o ajuste da moeda é bem chatinho e complexo.

    5. Mas é cartão de débito, não crédito. Não dá pra pagar nada parcelado, ppr exemplo…

  10. Daniel Vitorino

    Mais uma vez o Estado intervencionista quebrando os pequenos e médios negócios em prol do corporativismo. p.q.p, Brasil!

  11. David Morais

    É preço do golpe sendo pago… Grandes banqueiros querendo tirar empresas emergentes como o NuBank do mercado para dividir apenas entre eles, todo o mercado de cartões de crédito. Resta agora localizar os batedores de panela que incentivaram a vinda deste desgoverno à tona.

    1. Renato Martins Silva

      Você é Lojista David ? Sabe o que é pagar por serviços de Cartão de Crédito. Pagar para antecipar seus recebíveis. Ter seu fluxo de caixa prejudicado ? Para o usuário com certeza é uma perda muito grande. Agora para que é uma pequena empresa é algo muito bom

    2. Cassiano Aquino

      Renato, mas muitos usuários fazem gastos justamente por causa do cartão, sem ele eu não poderia comprar muita coisa que eu tenho hoje.

      Essa decisão é uma faca de dois gumes.

    3. Pedro Henrique Nunes

      Vale lembrar que quem elegeu o Vice-Presidente golpista através do voto não foram os batedores de panelas…

    4. Michel Temer foi escolhido como vice justamente para agradar os batedores de panela, temer=aécio. Então, daria no mesmo.

  12. arthur bezerra

    Então, tchau querida.

  13. Renato Martins Silva

    E do lado das Microempresas ? Vocês sabem o quanto é ruim ser escravo destas maquininhas. De receber 70% do seus pagamentos com Cartão de Crédito e só ver a cor do dinheiro depois de 30 dias ou ter a opção de antecipar e pagar uma taxa absurda. Acho que esta mudança tem 2 lados. O consumidor pede com o fato de não ter um serviço gratuito. Mas o lojista tem um beneficio. Vocês acham mesmo certo pode explorar o cidadão e ganhar seu dinheiro e ai ter 30 dias para pagar. Cobrar juros altos e abusivos. Melhor analisarem melhor os benefícios

    1. Krosna Terrestre

      Exato. é uma merda ter que esperar um mês pra receber o dinheiro da venda. Na Cielo mobile é pior, as compras parceladas não são depositadas no primeiro mes e sim a cada parcela –“

    2. Renato Martins Silva

      Eu ainda tenho que ler posts defendendo as operadoras de cartão. Difícil

    3. Eduardo Lourenço

      De que vai adiantar para as empresas, terem o dinheiro em 2 dias, e reduzirem seu fluxo de vendas , tendo em vista que com a saída destes serviços gratuitos, vai levar a redução de consumo por parte das pessoas que deixarão de ter seus cartões e não poderão consumir?

      Eu mesmo sou um, que se não fosse o serviço do NuBank ainda estaria sem cartão, e com uma capacidade de aquisição bem mais limitada…

      O que é melhor para os Micro/Pequenos empresarios?

      Receber em 30 dias e ter um fluxo de vendas bem maior, ou receber em 2 dias, e ter seu volume de vendas reduzido pela metade ou menos?

    4. George máximo

      Olá galera,
      Não sei se perceberam, mas o custo dessa troca (tempo de recebimento pela extinção de uma evolução promissora, leia-se Nubank será elevadíssimo). Mesmo vendo da ótica do empresário, pois este precisa do movimento das vendas para seguir com os negócios. Porém apesar de receber antecipado pense que houve uma procura somente no primeiro ano de 1 milhão de cartões (NUBANK), ou seja provavelmente suas vendas se mantiveram ou aumentaram com um aditivo significativo desse movimento inovador. E lembrem-se serão no mínimo esse volume de demandantes a menos ou suprimidos pelo excesso de encargos e taxas nos cartões primitivos os quais terão que reduzir seu consumo. E finalizando já pensaram que estão jogando uns contra os outros (Empresários e consumidores)? Quando os dois perdem.

  14. Fabio Nogueira

    Emissores, sejam grandes ou pequenos, se financiam com o próprio fluxo do negócio, o floating, além da taxa de administração. O que Temer/Meirelles querem fazer é acabar com floating. Eles podem até acabar, por decreto, mas a matemática financeira continua a mesma. Um emissor hoje te cobra 4% ao mês de taxa de administração e mais 2% para te antecipar de 30 dias para 2 dias teu crédito. Com a obrigatoriedade do pagamento a dois dias, o que acontecerá é que a taxa de administração passará para 6 ou 7%. Do ponto de vista de custo para o lojista (e, por consequencia, para o consumidor), não mudará nada. Do ponto de vista das emissoras, as pequenas poderão não aguentar a transição. O mais provável é que fluxo financeiro volte a se concentrar nos cartões dos grandes bancos comerciais. Ou seja, uma bela bola fora de Meirelles

    1. Fora a quantidade de pessoas cujo emprego depende da antecipação

    2. Comentário muito inteligente, parabéns por seu conhecimento da realidade, diferente da maioria aqui que realmente acredita que banco se ferra.

  15. George Viana do Nascimento

    Toda medida deste tipo necessita de uma transição. O resto é jogar para a galera…

  16. Alexandre Dos Santos Silva

    É claro que é pra beneficiar os grandes banqueiros que financiam as campanhas desses políticos sujos, e eles ainda mantém os juros no espaço enforcando a econômia do país pra que esse raça encha o rabo de dinheiro.
    Quando aparece um pequeno que os ameaçam, ou eles os compram ou fazem lobby no governo que tem rabo preso com grandes bancos.
    Por isso a Selic não caiu mesmo com a economia estagnada, pra favorecer os financiadores desses malditos políticos.

    Brasil,um país de tolos!

  17. Leonardo Augusto Triacca

    Que feche o Nubank, mas essa medida é importante, os bancos que sê adequem.

  18. Eu e milhares de pessoas que trabalham vendendo antecipação vamos perder o emprego, pelo visto. Obrigado por mais essa, governo ;(

    1. Anilton Moccio

      Lucas, não sou da área e posso estar falando bobagem, mas, vender antecipação, na minha opinião, é mais uma falcatrua para tirar dinheiro de quem produz.

  19. O que vai acontecer é que para sobreviver terá que cobrar anuidade e nós vamos ficar chorando por isso.

  20. Sebastiao Liberal Crixas

    muitos aqui defendendo bancos e pensando bem bc deveria sim intervir tambem estabelecendo nas taxas administrativas alelo refeicao cobra do comerciante 10% pra administrar o tickts cobra 11% pra adminiatrar a sodex 9% e poblema nao e a cobranca em si maior poblema e vender e nao receber das operadoras quero ver qual empresa ja nao teve poblemas muitas ponhe a culpa na economia e na verdade quem ta te quebrando sao as financeiras

  21. Sebastiao Liberal Crixas

    so uma coisa o.pior ainda estar por vir ate julho 2019 noticia boa nao bai ter quem eacapar dessa parabens

  22. Infelizmente quem sai perdendo é sempre o povo, eu estava tão feliz com esse cartão atendia minhas necessidades, pelo fato de não ter que pagar anuidade, esse presidente quer terminar de afundar o Brasil mesmo!!! Estou revoltada com isso!!!

  23. Porque ao invés de exterminar um serviço que funciona 100%, o governo não cobra a regularização do comércio, são mais de 95% de estabelecimentos com falha grave de instalação, sao devedores de impostos outros tantos por cento!
    E esta claro que é uma retaliação dos bancos, quem hoje em sã consciência ainda tem um cartão com o banco, sendo a nubank totalmente funcional, agil e honesta, voce já faz compras e paga o valor na compra para que ainda pagar mensalidade absurdas aos bancos!
    Bancos que atualmente existem, sinonimo de lixo, esta empresa vem fazendo a licao de casa, e provavelmente viraria um banco logo, ai o pavor dos ladrões que detem estes bancos lixo, tudo quebrado, moendo a economia!

  24. Fabio Seinas

    Os comerciantes podem quebrar a vontade…sem manchete!