São Paulo -  O número crescente de eventos, startups, investimentos do mercado brasileiro é um reflexo do sucesso que nosso país vem conquistando em todo o mundo. O mercado brasileiro de internet segue evoluindo com rapidez, exigindo mais agilidade na criação de startups, principalmente quando as empresas ainda estão na fase de lapidação do modelo de negócios. Hoje, mais do que nunca, uma startup não pode se dar ao luxo de perder tempo com um modelo que não encaixa na demanda do mercado.

A saída para grande parte das startups quando se encontram em um ponto de indecisão é buscar experiência. Isso leva as empresas a recorrerem às aceleradoras de startups, que podem oferecer mentoring, networking e pequenos investimentos, em geral o suficiente para prototipar ou lançar o conceito no mercado.

O aumento desta demanda resultou no aumento muito grande na oferta de incubadoras de tecnologia no mundo inteiro, o que se refletiu inclusive aqui no Brasil. Alguns já estão dizendo por aí que depois da febre das compras coletivas, 2011 é o ano da febre das aceleradoras.

Pensando nisso, resolvemos criar um guia/lista das principais aceleradoras do mercado para ajudar você empreendedor a escolher de qual delas deseja participar.

Aceleradora

Grande apoiadora dos Startups MeetUps, a Aceleradora é uma tentativa pioneira de cobrir um gap no cenário de startups brasileiro: a formação de empreendedores e a descoberta do modelo de negócio da startup. Surgiu em 2009 e já conta com um portfolio bem diversificado.

Investimento por startup: não divulgado.

Equity que a empresa pega por startup: não divulgado.

Alguns Mentores: Yuri Gitahy,  Eric Santos (Resultados Digitais), Edson Mackeenzy (Videolog), Gustavo Caetano (SambaTech), In Hsieh (Baby), Rodrigo Paolucci (SambaTech), Gian Carlo Martinelli, Jacques Chicourel, Leandro Alves(Latitude14) e Millor Machado (Empreendemia).

Onde fica: Belo Horizonte.

Espaço: Não há, mas aceita empreendedores de todo Brasil.

Algumas startups que participaram do programa: Anuncie.la , Descomplica, Empreendemia, Mailee.me, Ningo, Organizze, Zuggi.

Startup Farm

O Startup Farm é uma iniciativa que busca potencializar o desenvolvimento dos novos negócios da Internet brasileira por meio da criação e aceleração de startups digitais em um programa intensivo com duração de um mês. Em 30 dias de imersão, um time de mentores experientes na cena digital auxilia empreendedores a estruturarem, modelarem e testarem novas startups. O Startup Farm é itinerante, cada edição ocorre em uma cidade distinta. Já escrevemos sobre o Startup Farm aqui.

Investimento por startup: A empresa não faz investimentos diretamente e os empreendedores devem pagar um valor para participar. Algumas Startups e empresas patrocinam a participação das startups, como é o caso do Peixe Urbano.

Mentores: Bob Wollheim (SixPix), Gustavo Guida Reis (HelpSaúde), Pierre Schurmann (Bossa Nova Angels) Caio Chaves Garcez, Carlos Flores, Claudio Roca, Daniel Cunha, Daniel Saad, Elizabeth Merlo, Felipe Matos(Inventta),  Henrique Bastos, Henrique Pistilli, In Hsieh (baby), Jairo Margatho, Juan Bernabó, Lígia Dutra, Marina Miranda, e Tiago Baeta (Imasters).

Equity que a empresa pega por startup: 0%

Onde fica: São Paulo. Mas em breve terão edições em outras cidades.

Espaço: The Hub São Paulo.

Algumas startups que participaram do programa: não há.

Startup Rio!

O Startup Rio! é um programa de aceleração de startups com duração de quatro meses focado em startups de quatro áreas: TI/Digital, Ciências da vida, greentech e inovação social. O programa é patrocinado pela Tropical Angels.

Investimento por startup: U$ 50.000 (aprox R$ 80.000).

Mentores: Julio Vasconcellos (Peixe Urbano), Amit Garg, Gustavo Guida Reis (Help Saúde), Ken Harrington, Mika Peltola, Alexandre Ribenboim,  Rogério Passy, Eric Gulve, Mauro Schechter, Hugo Villar, Stevens Rehen e Frank Yin.

Equity que a empresa pega por startup: 10%

Onde fica: Rio de Janeiro.

Espaço: Escritórios compatilhados no RJ.

Algumas startups que participaram do programa: não há.

Polo Marte

A Polo Marte é um grupo brasileiro que acelera as startups que levam a tecnologia para serviços essenciais para o povo. Seus mentores experientes e sua abordagem para o desenvolvimento web atraem jovens empreendedores com ideias brilhantes, para proporcioná-los o mentoring estratégico e investimento seed. As especialidades da empresa são: experiência do usuário, desenvolvimento de produto e um espaço de trabalho inspirador.

Investimento por startup: não divulgado.

Mentores: Marcelo Gluz, Nando Pereira e Fabio Giolito.

Equity que a empresa pega por startup: não divulgado.

Onde fica: Rio de Janeiro

Espaço: Escritórios compatilhados no RJ.

Algumas startups que participaram do programa: Posto Zero, OQDar e Apps4Kids.

21 212

A 21 212 é um grupo de empreendedores e desenvolvedores de sucesso que acreditam na ideia de aceleração das startups digitais do mercado brasileiro. Eles possuem um programa de aceleração seed, que oferece capital seed, mentoring, tecnologia, espaço físico e conhecimentos de negócios e jurídicos necessários para estabelecer uma base sólida e movimentar os negócios de maneira ágil. No final do programa de quatro meses de duração, a startup tem a oportunidade de realizar o pitch para investidores anjo e VCs.

Investimento por startup: R$20.000.

Mentores: Fábio Seixas (camiseteria) , Anderson Thees (Apontador) Paulo C. Novis, Henrik Werdelin e Bill Boebel.

Equity: 20% – 10% para a 21212 + 10% para patrocinadores.

Onde fica: Rio de Janeiro e Nova York.

Espaço: Escritórios compatilhados no RJ.

Algumas startups que participaram do programa: não há.

Acelera10 

A Acelera10 é uma aceleradora de startups que foi criada para encontrar startups com grande potencial e excelente equipe, e fazer com que elas tenham sucesso. Unindo a comprovada experiência de empreendedorismo dos seus criadores com um programa de mentores para acompanhamento, capacitação e transferência de conhecimento, as empresas em estágio inicial poderão se inscrever no processo de seleção para participar do um programa de nove meses destinado a criar todas as condições para que os participantes estejam no caminho para a rentabilidade e crescimento. Além de um espaço físico baseado no conceito de coworking,  as startups contarão com um centro de serviços compartilhado para as atividades de contabilidade, jurídico, assessoria de imprensa e marketing.

Investimento por startup: não divulgado.

Mentores: Marcelo Amorim e outros não divulgados.

Equity: não divulgado.

Onde fica: Florianópolis.

Espaço: não divulgado.

Algumas startups que participaram do programa: não divulgado.

TechRok Ventures

A TechRok é uma aceleradora de empresas de tecnologia em early stage (seed money ou venture capital) que tenham a Internet dentro do seu core business. Sua missão é identificar oportunidades de investimento acoplando estratégia e gestão para minimizar o risco do capital investido potencializando o crescimento das empresas do portfólio. Foi fundada pro Pierre Mantovani e a primeira empresa do portolio foi o site Omelete.

Investimento por startup: não divulgado.

Mentores: Pierre Matovani, Ex CEO da Digitas Brasil.

Equity: não divulgado.

Onde fica: São Paulo.

Espaço: não há.

Tópicos: Capital semente, Investidor-anjo, Startups