Como é um manual de franquia?
Respondido por Claudia Bittencourt, especialista em franquias

São Paulo - Um manual de franquia é a ferramenta que representa a transferência de know how do franqueador para o franqueado e deve retratar fielmente a realidade.

Servirá de orientação para o franqueado no dia a dia da operação bem como ferramenta para treinamento de seus funcionários. Normalmente, são quatro os principais manuais de uma rede.

O manual de implantação deve ser fidedigno à implantação de uma franquia, de modo que o empreendedor se sinta seguro nos investimentos que vai fazer, desde a assinatura do contrato até a inauguração efetiva da loja.

O manual de administração e controle serve para orientação na gestão da franquia, relacionada à área financeira, administrativa e de recursos humanos.

O manual de marketing e vendas, como o próprio nome diz, guiará o franqueado para realizar a divulgação da franquia e seus produtos, bem como orientar seus funcionários quanto ao atendimento dos clientes.

Por fim, no manual de operação estarão detalhados os produtos que serão comercializados pela franquia, com suas características e especificações.

Dependendo do tipo do produto/serviço da franquia, outros manuais podem ser necessários em decorrência das peculiaridades do negócio, e também, podem variar em relação à nomenclatura.

Tão importante quanto a fidelidade das informações é a atualização dos dados. Um manual de franquia nunca é estático, assim como a rede, ele sofre interferências de mercado, economia, tecnologia e inovações, por exemplo. Portanto, o manual deve ser atualizado com frequência.

O que fazer quando o franqueador não dá o suporte que prometeu?

Claudia Bittencourt é especialista em franquias e diretora e sócia-fundadora da Bittencourt Consultoria. 


Envie suas dúvidas sobre franquias para 
examecanalpme@abril.com.br

Tópicos: Dicas de Franquias, Franquias, Dicas para seu negócio, Empreendedores