Em setembro do ano passado foi anunciada a aquisição do portal brasileiro de compartilhamento de vídeos Videolog pela startup mineira SambaTech. Recentemente o CEO da Samba Tech, Gustavo Caetano, anunciou no Twitter que a aquisição foi cancelada, e o blog do Videolog anunciou que a empresa “segue independente.”

Na época, esta seria a primeira aquisição da Samba, e a escolha parecia perfeita, já que o Videolog se tornou um grande portal, e com muito potencial. O Videolog começou suas operações antes do YouTube, em maio de 2004, com os fundadores Ariel Alexandre e Edson Mackeenzy, e não demorou para se tornar o maior site do gênero no país.

Desde o anúncio da aquisição, a SambaTech também evoluiu bastante. A startup já era referência, e continua sendo um exemplo com as escolhas certas. Só neste ano já aconteceu a joint venture da empresa com o Adstream e também a nova rede de publicidade batizada de SambaAds.

Os motivos da não-concretização da operação não foram divulgados, mas o post no blog do Videlog escreve que a justificativa para a não concretização do deal é que ” no momento da divulgação, o Videolog.tv era objeto de alienação para uma futura aquisição por parte da Sambatech. No decorrer do processo, não foi possível definir um modelo operacional em conjunto e uma proposta financeira que viabilizasse a conclusão da operação,” escreveu Edson Mackenzy.

“O Videolog.tv, desde maio de 2004, dedica-se a desenvolver soluções de qualidade para que este público possa se expressar gratuitamente, e por este motivo reúne a maior comunidade brasileira de produtores de vídeo independente, com mais de 750 mil membros exibindo em média 200 milhões de vídeos por ano."

Tópicos: Fusões e aquisições, Aquisições de empresas, Pequenas empresas, Startups