São Paulo – A marca de alfajores argentina Havanna está no Brasil desde 2006 e já acumulou 3 mil pedidos de abertura de franquias.

Neste ano, a empresa decidiu adotar este modelo de expansão e calcula que deve chegar a 320 pontos de venda em cinco anos.

Atualmente, a marca tem 28 unidades em São Paulo e no Paraná e planeja mais seis no Rio de Janeiro.

No mercado argentino, onde tem 200 lojas, metade funciona no formato de franquia. Além das unidades próprias, a empresa trabalha com distribuição dos produtos em outros locais, como docerias.

“Agora acreditamos estar preparados para desenvolver este mercado em âmbito nacional, através do sistema de franquia”, diz, em nota, Conceição Cunha, diretora da marca no Brasil.

O plano de expansão inclui 320 unidades nos próximos 48 a 60 meses. Em vendas, a expectativa é atingir 1 milhão de alfajores por ano. Hoje, os doces são importados da Argentina, mas a empresa planeja ter uma produção local de vários produtos no futuro.

A marca terá dois formatos de franquias: cafeteria e quiosque. Os quiosques terão de 9 a 16 metros quadrados e vão exigir investimento de 90 mil reais. Para uma cafeteria completa, o franqueado vai investir 270 mil reais. 

Tópicos: Argentina, América Latina, Doces, Franquias, Empresas argentinas