Resultados positivos

S%26atilde;o Paulo %26ndash; Uma pesquisa realizada pelo instituto americano IBISWorld listou as ind%26uacute;strias mais quentes para come%26ccedil;ar um neg%26oacute;cio hoje. Para chegar aos mercados mais promissores, os pesquisadores avaliaram a contribui%26ccedil;%26atilde;o do setor para a economia, as barreiras de entrada, as mudan%26ccedil;as tecnol%26oacute;gicas, o tamanho m%26eacute;dio das firmas e o crescimento projetado para neg%26oacute;cio.

Apesar de focado no mercado americano, o levantamento pode servir de guia para quem pensa em come%26ccedil;ar um neg%26oacute;cio no Brasil %26ndash; afinal, muitas empresas de sucesso daqui se inspiraram nos modelos de l%26aacute;.

Fora isso, os brasileiros est%26atilde;o cada vez mais interessados em criar uma carreira empreendedora. A %26uacute;ltima edi%26ccedil;%26atilde;o do relat%26oacute;rio do Global Entrepreneurship Monitor, organizado pela Babson College, colocou o Brasil como o 12%26ordm; pa%26iacute;s com mais novos empreendimentos. Depois de v%26aacute;rios anos de queda, o empreendedorismo voltou a crescer em quase todo o mundo. Veja quais s%26atilde;o as apostas do IBISWorld para os pr%26oacute;ximos cinco anos.

Tópicos: Empreendedores, Empreendedorismo, Pequenas empresas, Ideias de negócio, Startups