Acessórios e calçados

Alavancado pelas v%26aacute;rias marcas de bijuterias, o setor de acess%26oacute;rios foi o segundo que mais cresceu no %26uacute;ltimo ano, segundo a Associa%26ccedil;%26atilde;o Brasileira de Franquias (ABF). Surgiram 16,5% mais redes e o n%26uacute;mero de novas unidades abertas passou de 3302 a 4178. %26ldquo;%26Eacute; um segmento que vai continuar a crescer por causa dos movimentos das ind%26uacute;strias em busca de canais diretos do consumidores%26rdquo;, diz Claudia Bittencourt, da Bittencourt Consultoria. Entre as marcas de destaque est%26atilde;o Havaianas (foto), Chilli Beans e Morana.

Para o Batista Gigliotti, da Fran Systems, uma boa aposta s%26atilde;o as redes que trabalham com a classe C, principalmente em cidades de m%26eacute;dio e pequeno porte. Outro dica %26eacute; buscar tamb%26eacute;m franqueadores que s%26atilde;o produtores das pe%26ccedil;as. %26ldquo;Nesses casos, a margem de lucro do franqueado %26eacute; diferenciada%26rdquo;, diz a s%26oacute;cia diretora da Franchise Store, Filomena Garcia.

Tópicos: Acessórios, Agências de turismo, Empreendedores, Franquias, Roupas