São Paulo – 2014 não foi o ano que os empresários gostariam. Menos emprego, menos faturamento, menos investimentos. Muitos setores já registram resultados negativos neste ano. A boa notícia para as pequenas empresas é que ainda é possível recuperar um pouco das vendas nestes últimos meses de 2014.

Para Marcelo Ortega, palestrante e especialista em vendas, crise precisa ser sinônimo de oportunidade para empreendedores. “Crise é oportunidade versus risco. Economia fraca é parte do risco do empresário e do time de vendas”, diz.

Encontrar a oportunidade nem sempre é fácil quando as contas apertam. Por isso, esta é a hora de refletir. “Agora é um projeto de olhar, avaliar as fortalezas, pontos fracos, onde a coisa está pegando mais. É um momento de reflexão”, sugere Jeferson Mola, professor do curso de Marketing da Universidade Anhembi Morumbi. Veja o que fazer para correr atrás do resultado mesmo em períodos de crise.

1. Avalie o problema

Comece avaliando o problema nas vendas. Por que seu negócio não está vendendo? O cliente entra, mas não compra? Ou ele nem chega até sua empresa? Responder estas perguntas é crucial para determinar onde está a raiz da falta de faturamento.

“A partir daí vai criar ações para resolver isso. Dessas percepções a gente tem que começar a criar algo. Se ninguém está comprando porque falta dinheiro, pense em promoção para que o consumidor ache mais interessante. Se o cliente não chega, faça uma estratégia de comunicação para as pessoas se lembrarem de você”, indica Mola.

2. Pense no cliente

O segundo passo é pensar em como melhorar a experiência de compra do cliente e, quem sabe, aumentar também o ticket médio. “Empresas que conseguem agregar valor pensam na experiência do cliente na sua loja, criando um ambiente diferenciado, que favoreça as vendas”, diz Ortega.

Aproveite para perguntar aos clientes como foi a experiência, se o atendimento foi correto e se os produtos estavam dentro do esperado. As respostas podem servir para aprimorar o contato com este cliente e avaliar se é preciso treinar melhor a equipe. “A saída é treinar bem seus vendedor. Dar técnicas novas e ferramentas de comunicação avançadas e objetivas que permitam interação maior com clientes”, afirma Ortega.

3. Invista e corte direito

Em tempos de crise, investir e cortar são ações fundamentais para sobreviver. Segundo Mola, alguma coisa o empresário costuma ter que gastar para permanecer no mercado. “Esse momento é de avaliar e focar o investimento. Se vai ter que focar e está sem dinheiro, algo vai ter que fazer. Uma reavaliação implica uma reorganização de custos, analise totalmente onde está gastando e se vai ter que cortar para conseguir dinheiro”, ensina o professor. 

Tópicos: Crise, Dicas de Vendas de PME, Dicas para seu negócio, Pequenas empresas