10 sinais de que você não está pronto para empreender
Respondido por Fernando de la Riva, especialista em startups

Se empreender não é fácil nem quando você tem todas as condições para isso, imagine se você não tem. Dos longos anos de aprendizado e experiência que vivenciei, tirei algumas lições que são sinais de que você não está no momento certo para abrir o seu negócio.

1. Você está passando por grandes fases de mudança na sua vida

Acabou de casar, comprou o seu sonhado apartamento, financiou um carro e teve um filho? Espere mais um pouco para a coisa “assentar”. Você não vai conseguir ganhar uma guerra com duas frentes de batalha ao mesmo tempo.

2. Você é a única fonte de renda da sua família

Não se engane: as coisas simples são importantes. Se você não tiver um plano para sustentar sua família durante os primeiros doze meses do seu negócio, talvez você tenha que passar pela frustração de abandonar o barco no meio do caminho simplesmente porque a pressão em casa vai ficar alta demais. Startups queimam dinheiro no primeiro ano (ou mais) e não geram renda.

3. Você não tem dinheiro para abrir o negócio

Sim, mesmo fazendo “bootstrap” (abrir um negócio com muito pouco investimento) e mantendo a empresa mais enxuta possível, você vai precisar de algum dinheiro, pelo menos para se sustentar durante 12 meses. Se você não tem reservas ou consegue estruturar algum tipo de investimento anjo, talvez precise postergar seu sonho um pouco mais.

4. Você não entende o mercado em que está entrando

Gostar de comer em bons restaurantes não te qualifica a abrir um. Não confunda o que você gosta com o que você sabe. Você pode transformar sua paixão em um negócio a ser explorado no futuro, mas você tem que, antes de empreender, começar uma jornada de aprendizado.

5. Você não quer ter chefe ou tem um chefe infernal

Não querer ter um patrão está longe de ser um motivo razoável para empreender. Se você quer fugir do seu chefe ou do seu emprego, considere trocá-lo antes de pular no vazio que é montar seu próprio negócio. Além disso, negócios de “estilo de vida” são naturalmente menos escaláveis e muitas vezes pouco sustentáveis no longo prazo. Você pode abrir uma pequena empresa de consultoria hoje, mas se ela não evoluir no tempo, você pode se ver com muito pouca empregabilidade em 5 anos.

6. Você quer abrir o seu negócio para se livrar das coisas chatas do trabalho

Empreender no Brasil é quase um ato de fé. No início, você vai ter que fazer literalmente de tudo, e tudo normalmente tem muito pouco glamour. São contratos, impostos, processos de venda, faturamento, logística, contratação e comprar mais café para a cafeteria. Se você não curte nada disso, talvez deva continuar trabalhando onde está.

7. Você odeia vender

Quando alguém me pergunta quem vende em uma startup, a resposta sempre vai ser: todo mundo! Você vai vender para seus clientes, para seus potenciais investidores, para aqueles que você quer contratar apesar de não oferecer um salário tão competitivo e até para aquele fornecedor que você precisa ganhar mais 15 dias de prazo para pagar uma fatura. Se você é introspectivo e não gosta de gente, arrume sócios ou comece aulas de teatro.

8. Você quer empreender em tecnologia, mas não sabe configurar o seu celular

Arrume um sócio geek. Não dá tempo de aprender este domínio e achar um modelo de negócio digital de sucesso ao mesmo tempo. Não conseguir executar em digital vai tornar a paixão pela sua startup uma fonte de ansiedade e frustração enorme. Você não vai conseguir comprar o seu app em um site indiano de “freelas” e sair correndo com ele para o mercado. Pior ainda: não vai conseguir contratar bons desenvolvedores.

9. Você não gosta de situações de stress, conflito e de magoar pessoas

Algumas vezes, para salvar seu negócio, você vai ter que fazer coisas horríveis: atrasar impostos e salários, descumprir promessas e demitir pessoas. Se demitir alguém é uma experiência ruim para você, tente trabalhar isto. Você talvez fique sem caixa e tenha cheques devolvidos, e tem que entender que apesar disso você não cruzou nenhuma linha moral, porque você tentou o máximo que pôde.

10. Sua caixa de ferramentas é pequena demais

Não acredito no chavão de que algumas pessoas “não nasceram para ser empreendedoras”. Por outro lado, um empreendedor precisa de um conjunto de capacidades mínimo para ter alguma chance de sucesso.

No domínio de negócios digitais, por exemplo, isso significa entender um pouco de marketing, desenvolvimento de produtos digitais (software), do ferramental em nuvem disponível para criar sua startup com pouco custo e, principalmente, do conhecimento básico de como se faz isso no Vale do Silício.

Antes de abrir uma empresa, você talvez tenha que encher o seu Kindle de Steve Blank, Eric Ries e Marty Cagan e seu browser de Graham, Fred Wilson, Neil Patel e amigos.

Fernando de La Riva é especialista em negócios digitais e sócio da Concrete Solutions.

Tópicos: Dicas de Empreendedorismo , Dicas para seu negócio, Pequenas empresas, Startups