Conectados

São Paulo - Expandir as operações do negócio para o meio digital é um movimento que ocorre há alguns anos. Mas, em 2015, essa opção chegou com maior força. O motivo? A crise econômica.

"As empresas começaram a refletir sobre os investimentos em publicidade e marketing. O empreendedor quer cortar custos, mas pensa que, se cortar em publicidade, não terá mais receita. No online, os investimentos são flexíveis de acordo com o resultado, e isso passa a ser interessante", explica Gustavo Hana, CEO da agência digital GhFly, especializada em estratégias de maximização da lucratividade em operações online.

Além da redução de custos, outro ponto atrativo é poder aumentar o canal de vendas e oferecer seus produtos para mais pessoas. "Você extrapola essa região física do bairro, da região ou da cidade, atendendo um mercado mais abrangente. Quem enxerga isso mais rápido e aposta na iniciativa tende a sair na frente da concorrência", afirma Geraldo Santos, empreendedor e palestrante no Expo Fórum de Marketing Digital.

Mas ele também dá um alerta: antes de expandir seu negócio para o online, verifique se seu público-alvo é feito de internautas. "Se você tiver que criar um mercado, essa aquisição do cliente pode custar muito e não compensar o investimento. É necessário ter muito critério e muito cuidado. Não é um retorno garantido".

Na mesma linha, Hana recomenda se planejar e ter uma reserva financeira destinada à parte digital. "A maioria das empresas pensa que vai colocar um site no ar e ele já vai começar a vender. Isso é uma grande mentira. O e-commerce é um segmento extremamente competitivo, que exige bastante cuidado estratégico e de investimento", afima.

Acha que investir no meio online é o caminho para seu negócio? Então, navegue pelas fotos acima e conheça alguns exemplos de empreendedores que apostaram nessa tendência.

Tópicos: Empreendedores, Ideias de negócio, Internet