Dólar R$ 3,27 -0,54%
Euro R$ 3,65 0,07%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,36% 64.085 pts
Pontos 64.085
Variação 1,36%
Maior Alta 4,89% RADL3
Maior Baixa -6,09% JBSS3
Última atualização 26/05/2017 - 17:20 FONTE

Empresa australiana cria polêmica com espaço “só para homens”

Empreendedores dizem que homens precisam de espaço onde "podem ser homens" sem medo...

São Paulo – Dois empreendedores australianos anunciaram a abertura de um negócio no mínimo polêmico: eles querem criar um espaço de coworking “só para homens”.

Batizada de Nomadic Thinkers, a empresa pretende abrir o espaço em janeiro do ano que vem, e conta com apoio de seis investidores, segundo informações do site Mashable.

Muito usado por empreendedores que estão iniciando um negócio, o coworking é uma espécie de escritório coletivo. Porém, a restrição ao público feminino gerou críticas e acusações de misoginia e preconceito.

A proposta da empresa veio a público após uma reportagem do site Junkee. Em entrevista, um dos sócios do negócio, o empreendedor Samuel Monaghan, explicou a motivação inicial para criar um coworking para homens.

“Nós dois tivemos amigos que acabaram em situações de violência com suas esposas”, afirmou. Para ele, a violência doméstica é “causada pela depressão em muitos casos”.

“A depressão e o suicídio são resultado de uma falta de suporte da sociedade. Ter um espaço onde eles [os homens] podem ser homens é uma medida preventiva”, disse Monaghan ao Junkee.

Um texto publicado no site da Nomadic Thinkers afirma que “tem se tornado comum para os homens serem perseguidos por expressarem sua masculinidade”.

“Com a mídia divulgando imagens de homens passivos, o pai desajeitado, o namorado pateta, o chefe incompetente, os homens têm sido seduzidos para uma expressão apática e apaziguada de si mesmos”, continua o texto, que foi retirado do ar, mas reproduzido pelo Huffington Post.

Obviamente, a proposta dos empreendedores gerou reações. Os comediantes australianos do Bondi Hipsters produziram um vídeo satirizando a empresa (veja ao final do texto, em inglês). Além disso, não faltaram comentários nas redes sociais.

Com toda essa repercussão, o site da Nomadic Thinkers foi fechado para o público e sua página do Facebook saiu do ar. Resta saber se os sócios continuam tão avessos ao convívio com as mulheres para manter sua ideia de pé.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. João Munhoz

    kkkkkkkkkkk maior migué cês tão crente que é verdade

    1. Fabio Almeida

      Isso ta parecendo noticia plantada, não faz sentido os caras anunciarem um mê antes de abrir a empresa, e ainda falarem que isso ajudaria a diminuir a violência domestica, como se eles estivessem justificando a violência domestica pela frustração no trabalho. Com a repercussão negativa o site da Nomadic Thinkers foi fechado para o público e sua página do Facebook saiu do ar. Ou seja a unica coisa restou foi a noticia do Huffington Post, que todos sabem é um site bem feminista, muito estranho, não? Pra mim isso ta com cara de fanfic feminista.

  2. Fabio Almeida

    Isso ta parecendo noticia plantada, não faz sentido os caras anunciarem um mê antes de abrir a empresa, e ainda falarem que isso ajudaria a diminuir a violência domestica, como se eles estivessem justificando a violência domestica pela frustração no trabalho. Com a repercussão negativa o site da Nomadic Thinkers foi fechado para o público e sua página do Facebook saiu do ar. Ou seja a unica coisa restou foi a noticia do Huffington Post, que todos sabem é um site bem feminista, muito estranho, não? Pra mim isso ta com cara de fanfic feminista.

  3. Eros Vizzera

    Hmmm. Fanfic? E mesmo que não seja, não existem vagões, academias, auto escola, spas só para meninas? Pq não um espaço exclusivo de homens???