Com capital estrangeiro, grupo fundará 5 empresas de tecnologia no Brasil

Ex-Microsoft, Marco DeMello fundará cinco startups de tecnologia em cinco anos, começando pela PSafe

São Paulo – Com recursos captados junto a fundos internacionais, o Grupo Xangó chega ao Brasil com o ambicioso plano de fundar cinco negócios no período de cinco anos.

A primeira empresa do grupo, batizada de PSafe, iniciou suas operações em abril deste ano. Focada em segurança, a empresa oferece um sistema de proteção de dados online gratuito que já conquistou 200 mil usuários. 

A estratégia é conquistar uma base relevante de usuários para, em setembro, lançar um novo serviço pago de backup e armazenamento na nuvem, o Lockbox.

“Nosso modelo de negócios é freemium. Sempre vamos oferecer seguranca grátis e cobraremos apenas pelo pacote de armazenamento, para quem optar por ele”, explica Marco DeMello, co-fundador do Grupo Xangó.

Como parte do esforço de marketing para promover a tecnologia, a PSafe firmou um acordo com o Peixe Urbano, que bonificará os clientes que indicarem amigos para aderir à ferramenta com crédito para utilizar no clube de compras coletivas.

O investimento inicial para instalação da companhia, de R$ 15 milhões, foi feito pelas empresas estrangeiras de capital de risco Redpoint Ventures, Index Ventures e BV Capital, que também farão aportes nos outro quarto negócios que devem ser inaugurados pelo Grupo Xangó nos próximos quarto anos.

Entre os ramos de negócios que serão explorados pela holding estão comércio eletrônico, marketing em mídias sociais e imóveis.

O grupo, que já conta com 30 funcionários, espera chegar a 120 colabores em 2012, com três das empresas que farão parte da holding já em funcionamento. O objetivo é preparer as companhias para abrir capital na bolsa de valores. 

“Uma séries de vetores, como o crescimento da classe media e a expansão do acesso à banda larga, deixaram claro que era hora de investor no Brasil”, diz o empresário.

Além DeMello, que trabalhou durante mais de 15 anos nos Estados Unidos, liderando o desenvolvimento de produtos de segurança em empresas como a Microsoft, o Grupo Xangó tem como sócios-fundadores os estrangeiros Ben Meyers e Ram Rao.