Dólar R$ 3,27 -0,54%
Euro R$ 3,65 0,07%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,36% 64.085 pts
Pontos 64.085
Variação 1,36%
Maior Alta 4,89% RADL3
Maior Baixa -6,09% JBSS3
Última atualização 26/05/2017 - 17:20 FONTE

7 mitos em que muitas futuras mães empreendedoras acreditam

Existem muitos mitos que precisam ser esclarecidos sobre ser mãe e empreendedora.

Os mitos do empreendedorismo materno que você deve conhecer antes de embarcar nessa

Muito se fala sobre as mães empreendedoras. Elas empreendem para estar mais próxima dos filhos e ganham flexibilidade: isso é verdade. Mas existem muitos mitos que precisam ser esclarecidos sobre ser mãe e empreendedora. Confira os principais:

1 — Flexibilidade nós de fato ganhamos, mas não ganhamos mais tempo

Empreender exige dedicação, principalmente nos primeiros anos do negócio. A ilusão de “vou ter mais tempo” é de fato muito grande – mas, no dia a dia, trabalhamos muito mais.

2 — Nem toda mãe foi empreender porque estava em busca de um sonho

Muitas são empurradas a empreender porque as corporações ainda não são um ambiente acolhedor para mães, principalmente as com filhos pequenos.

3 — Nem toda mãe empreendedora trabalha com produtos para crianças

Não é um problema trabalhar nesses ramos, mas é muito comum associarem mães empreendedoras a produtos para crianças. Temos mães empreendedoras em todos os segmentos: assessoria, comércio, consultoria, tecnologia, entre outros.

4 — Não é porque é mãe com filhos pequenos que não conseguirá entregar os produtos e serviços no prazo

Mães são tão responsáveis quanto qualquer outro empreendedor, e com boa organização e apoio da família, sem dúvida conseguirão cumprir prazos.

5 — As pessoas não vão comprar seu produto ou serviço só porque você é mãe

Causas são super importantes, principalmente no mundo que vivemos hoje. Porém, se o seu produto ou serviço não for o que o seu público deseja, só o fato de ser mãe não garante a venda.

6 — Trabalhar em casa não é sempre um sonho

O empreendimento da própria residência pode virar um pesadelo se não houver disciplina, organização e atenção às tarefas e responsabilidades. Busque, pelo menos algumas vezes por semana, sair para conversar com outras pessoas e fazer contatos, que são super importantes para seu negócio.

7 — Ser mãe empreendedora em casa não significa que não precisa de ajuda

Não deixe de construir uma rede de apoio (pai, mãe, amigos) que podem lhe socorrer nos momentos que precisar.

Ana Fontes é fundadora da Rede Mulher Empreendedora (RME).

Envie suas dúvidas sobre empreendedorismo feminino para pme-exame@abril.com.br.