7 atitudes que queimam a imagem do seu negócio

Não cumprir o que foi prometido ao cliente e não prestar atenção nas redes sociais são alguns exemplos

São Paulo – A reputação de uma empresa deve ser zelada diariamente. Clientes ou fornecedores associam pequenas atitudes com a marca do seu negócio. Empreendedores estão sujeitos a ter que lidar com vários problemas durante a rotina de trabalho, e isso não deve ser encarado de maneira pessimista.

“O importante, nesses casos, é sempre estar pronto para resolver os entraves o mais rápido possível, além de mostrar atitude profissional”, explica Marcelo Cherto, especialista em vendas.

Com a ajuda de especialistas, a EXAME.com listou sete atitudes que devem ser evitadas para que a imagem de seu negócio não seja prejudicada.

1. Não prometa se não conseguir cumprir

Esse é um dos erros mais comuns cometidos por empresas fornecedoras de serviços ou produtos. Apenas prometa o que você for capaz de cumprir, pois caso não saia como o esperado, a probabilidade do cliente associar a empresa com uma experiência ruim é grande.

“Isso faz com que a sua marca seja vista como não confiável, o que não é bom. Outro cuidado é sempre ser pontual, não apenas nas reuniões agendadas, como também na entrega dos produtos”, diz Cherto.

2. Não trate os clientes de forma diferente

A mesma regra deve valer para todos os clientes de sua empresa. “Uma vez fui à uma padaria e o cliente que passou as compras na minha frente foi muito melhor atendido do que eu, que comprei apenas um chiclete. Nunca mais voltei ao estabelecimento porque não gostei da atitude do dono”, conta Rafael D’Andrea, professor de Marketing do Insper.

De acordo com a professora, o recomendável é evitar que um cliente receba uma resposta ou tratamento diferenciado, principalmente na presença de outro freguês.


3. Assuma a responsabilidade dos erros

Não é recomendável passar o problema para o cliente quando ele for procurar por sua ajuda. “Mesmo que a culpa não seja sua, sempre tente resolver o impasse que o freguês traz até a sua empresa. De nada adianta você jogar a culpa e a responsabilidade em cima do cliente ou até mesmo da assistência técnica, por exemplo. Saiba que resolver a dor de cabeça prontamente fará com que você ganhe um seguidor fiel”, ressalta Cherto.

4. Cuidado com a ousadia

Ter boas ideias faz com que a sua marca viva momentos diferentes ao longo de sua história. Mas sempre fique atento ao que vai propor ao público. Ousadia demais pode ser interpretada de uma maneira ruim pelos clientes. “Preste atenção em frases que podem parecer engraçadas, mas que soam de forma preconceituosa”, recomenda D’Andrea.

5. Tome cuidado com o SAC

Tenha essa ferramenta apenas se você der importância a ela – e se puder atender a todas as solicitações feitas por intermédio do SAC. “Muitas vezes o cliente faz uma reclamação ou um pedido através do serviço de atendimento ao cliente e jamais recebe um retorno. Isso passa a imagem de desleixo, o que não é bom para a sua empresa”, indica Cherto.


6. Preste atenção às redes sociais

As redes sociais podem ajudar a construir a imagem da sua empresa, mas se não forem administradas de forma correta, podem destruir uma marca. “Tudo que é postado é público, e a dimensão que os comentários pode tomar é gigante. Por isso, sempre monitore as redes sociais e responda as reclamações e dúvidas prontamente. Assim, você fortalece a imagem de boa empresa e mostra consistência ao cliente”, avalia Cherto.

Mas não tome cuidado apenas com o seu perfil profissional. É recomendável que o empreendedor se atente ao perfil pessoal nas redes sociais também. “É preciso tomar cuidado, principalmente, com as fotos postadas. A imagem que você passa ao cliente é essencial. Lembre-se de que parte do que conhecem sobre a sua empresa é construído pelo trabalho da marca, e a outra parte vem da reputação que ela tem no mercado”, ressalta D’Andrea.

7. Fique atento ao Serasa

O último cuidado que o empreendedor deve tomar para que a empresa sempre seja vista de forma positiva, é estar atento ao Serasa. “Às vezes, o seu nome perde o crédito e vai para protesto sem que você se dê conta. Basta se esquecer de pagar qualquer conta pessoal que isso pode virar um transtorno. Como o seu nome está associado ao da empresa, isso pode atrapalhar a imagem construída quando alguém resolve fazer uma simples pesquisa sobre a marca”, recomenda D’Andrea.