4 dicas práticas para superar um negócio que deu errado

Consultores explicam que um passo importante é listar quais foram os motivos que levaram ao fechamento da empresa

São Paulo – É inevitável se sentir frustrado quando os erros cometidos resultam no fechamento da empresa. O empreendedor fica com aquela sensação de fracasso, que muitas vezes o impede de tentar de novo. Para Flávia Lippi, coach do Instituto de Desenvolvimento Humano Lippi (IDHL), se uma sucessão de acontecimentos acarreta no encerramento do negócio, o empreendedor não deve focar somente nos erros. “No Brasil, estamos acostumados sempre a comentar o lado bom da trajetória de sucesso”, explica.

A razão para o fechamento de uma pequena empresa costuma estar relacionada a três pontos: perfil do empresário, gestão ou mercado. “Mais do que perder dinheiro, perde-se a autoestima”, completa Reinaldo Messias, consultor do Sebrae-SP.

Desprezar a concorrência, trabalhar com um mix de produtos que não era adequado, apresentar produtos e serviços que não têm a ver com o público-alvo ou não saber lidar com as finanças são algumas possibilidades. Abaixo, veja um passo-a-passo com dicas para pequenos empresários se recuperarem de um negócio mal sucedido. 

1. Descanse

Ao decidir encerrar a empresa, o emocional do empreendedor fica bastante abalado. “E, quando a gente começa a pensar nas dificuldades, perdem-se boas oportunidades por medo de empreender”, explica Messias.

Por isso, Flávia afirma que a primeira ação recomendada é descansar. “Esse momento você tem desapegar daquilo que você está abrindo mão”, explica. Seja um dia ou uma semana, o empreendedor deve valorizar esse descanso. 

2. Faça uma lista

A autoreflexão é essencial para que a confiança do empreendedor se reestabeleça. “Será que os meus processos estavam alinhados? Canal de vendas, preços, consumidores, como eu fazia a operação acontecer, tinha as pessoas adequadas, sabia gerir bem o negócio?”, indica Messias como questionamentos que o empresário deve fazer.


Em seguida, Flávia recomenda fazer uma lista com as falhas do negócio. “Quando você enumera os erros, você enumera todos os desafios que você tem como empreendedor”, afirma.

3. Busque soluções e novas possibilidades

Para criar novos cenários para novas oportunidades, os especialistas afirmam que é importante que o empreendedor se programe e veja o que realmente precisa melhorar. A capacitação pode ser um curso rápido de gestão ou finanças, por exemplo. 

Messias ressalta a importância de refletir sobre detalhes como a escolha de um sócio e uma boa equipe em uma nova empreitada. 

4. Foque no espírito empreendedor

“Se você tem medo de errar, você tem medo do aprendizado. O erro é inerente ao aprendizado e o sucesso vem após uma série de falhas”, afirma Flávia. Messias explica que para que o negócio novo tenha sucesso é preciso trabalhar bastante as características empreendedoras.

Flávia também recomenda que o empreendedor passe a estabelecer métricas e um prazo ao testar uma nova ideia de negócio. “O jeito mais fácil de errar é errar o mais rápido possível”, afirma.