Volkswagen revela “irregularidades” em emissões de CO2

A montadora informou que também detectou "irregularidades" na certidão de emissões de CO2 que afetam cerca de 800 mil veículos do grupo

Berlim – A Volkswagen informou nesta terça-feira que também detectou “irregularidades” na certidão de emissões de CO2 que afetam cerca de 800 mil veículos do grupo, o que representa um risco estimado para a companhia de 2 bilhões de euros.

Em comunicado, a Volkswagen explicou que durante as investigações abertas em torno dos motores a diesel após as acusações das autoridades ambientais americanas, que tinham foco nas emissões de óxido de nitrogênio, foi detectado que alguns modelos apresentaram dados irregulares de emissões de CO2.

Sem especificar marcas ou modelos, a empresa acredita que este caso pode afetar 800 mil veículos, principalmente com motores a diesel, e que “os riscos econômicos foram calculados em uma primeira avaliação em 2 bilhões”.

A montadora explicou que entrará em contato “de maneira imediata” com as autoridades responsáveis pelas homologações para enviar esta informação, o que contribuirá para fazer uma estimativa mais confiável das “consequências jurídicas e econômicas de fatos que não estão totalmente esclarecidos”.

Segundo a companhia, durante as investigações foi detectado que na certidão de CO2 de alguns modelos foram divulgados valores mais baixos de emissões desses gases e, portanto, também de consumo. Por outro lado, a montadora informou que o problema detectado não afeta a segurança dos carros.