Via Varejo inaugura setor de móveis planejados

Depois de pesquisar as tendências, decidiram lançar novas linhas de produtos, ambientação nas lojas e móveis planejados

São Paulo – A Via Varejo inaugura dois novos setores de móveis em suas lojas Casas Bahia e Ponto Frio: móveis planejados e ambientação nas lojas.

A Via Varejo começou a analisar seus produtos no início do ano e percebeu que havia um mix pequeno, com pouca variação entre os móveis e cores muito escuras. Depois de pesquisar as tendências, decidiram lançar novas linhas de produtos, ambientação nas lojas e móveis planejados.

Sete lojas da Casas Bahia em São Paulo serão revitalizadas para incluir ambientes decorados, já em novembro. Serão quatro novas linhas, com mais cores fortes e design arrojado: natural, contemporânea, jovem e romântica. Cada ambiente simula um cômodo de uma casa similar à casa dos consumidores.

Além de repaginar móveis já vendidos, desenharam novos modelos. Cerca de 30% dos móveis serão alterados. Para desenvolver os novos produtos, a Via Varejo investiu cerca de R$3 milhões em consultorias.

Além disso, também resolveu desenvolver móveis planejados, vendidos tanto na Casas Bahia quanto na Ponto Frio. Inicialmente, 11 lojas venderão móveis planejados, todas em São Paulo. Essas lojas servirão como teste do segmento, para apenas depois expandir para outras unidades. Duas lojas, em Santo André e Cidade Dutra, São Paulo, já foram adaptadas.

Os móveis serão produzidos pela Unicasa, que já é um dos fornecedores da Casas Bahia, com design próprio. Os vendedores para esses segmentos serão mais especializados e clientes também poderão pedir uma visita em casa para verificar o espaço que receberá o móvel planejado.

“O objetivo é desmistificar o consumo de móveis planejados”, afirma André Caio, diretor de móveis da Via Varejo. “O sonho de consumo mudou”, explica André Caio. Os clientes tradicionais, da classe C, passaram a consumir de forma mais aspiracional. Segundo ele, os consumidores não estavam encontrando esse tipo de produto e serviço na Casas Bahia e no Ponto Frio.

Apesar de ser um setor mais caro, os preços continuarão competitivos, para continuar atingindo o público alvo. Segundo Líbano Barroso, presidente da Via varejo, ainda não existia uma empresa que produzisse móveis planejados com custo inferior a R$10 mil, segmento que o grupo está entrando.

Com isso, esperam captar novos clientes e oferecer novos serviços aos antigos. “Temos uma ideia de crescer de 20% a 30% em faturamento nas lojas piloto”, avalia Líbano Barroso. A Via Varejo faturou R$5 bilhões com móveis em 2013. Segundo o presidente, o mercado brasileiro de móveis corresponde a cerca de R$60 bilhões.