Vendas da Nokia são pressionadas por integração com Alcatel

A Nokia comprou a franco-americana Alcatel por 15,6 bilhões de euros mais cedo neste ano para ajudá-la a competir mais amplamente

Helsinque – As vendas de equipamentos para redes móveis da Nokia caíram mais que o esperado no primeiro trimestre e manterão a trajetória negativa neste ano, disse a empresa finlandesa, conforme clientes seguram novas encomendas enquanto a companhia integra a compra da rival Alcatel-Lucent.

A Nokia comprou a franco-americana Alcatel por 15,6 bilhões de euros mais cedo neste ano para ajudá-la a competir mais amplamente com a sueca Ericsson e a chinesa Huawei tanto em equipamentos para telefonia fixa quanto redes móveis.

Os primeiros resultados unificados após o acordo mostraram que o crescimento no negócio de equipamentos de linhas fixas da Alcatel suavizou o declínio do negócio móvel sem fio da Nokia.

As vendas de equipamentos para redes no primeiro trimestre caíram no total 8% em relação a um ano antes, a 5,18 bilhões de euros, abaixo da previsão média de analistas de 5,51 bilhões de euros em pesquisa da Reuters.

As vendas caíram 17% na América do Norte, maior mercado da empresa. Elas recuaram 11% no Oriente Médio, 6% na Ásia-Pacífico e 5% na China, mas avançaram 6% na América Latina.