Vale diz que não houve interferência em escolha de presidente

Um jornal publicou que Aécio Neves ofereceu ao empresário Joesley Batista a possibilidade de nomear um dos diretores da Vale

São Paulo – A mineradora Vale disse que o processo de definição do novo presidente da companhia, Fabio Schvartsman, e da diretoria executiva “ocorreu a salvo de qualquer interferência externa e foi conduzido em conformidade com as melhores práticas de mercado”, segundo comunicado nesta sexta-feira.

O jornal O Globo publicou que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) ofereceu ao empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS, a possibilidade de nomear um dos diretores da Vale, o que constaria de conversa gravada pelo executivo em encontro com o parlamentar.

A mineradora defendeu que o processo de definição de seus executivos segue práticas de governança da companhia.

“O Conselho de Administração da Vale reafirma seu compromisso com a ética”, afirma o comunicado.