Universal pode abrir mão da 1ª gravadora dos Beatles por EMI

Disposta a comprar a concorrente, Universal pode colocar a britânica Parlophone à venda

São Paulo – A Universal Music estaria disposta a vender a Parlophone Records, uma das mais tradicionais gravadoras britânicas e a primeira a lançar os Beatles, a fim de comprar a EMI Music.

A iniciativa está relacionada ao interesse de a Universal convencer os órgãos antitruste a aceitaram a proposta de aquisição da EMI.

Isso porque, com a operação, a Universal em algumas regiões ficaria com mais de 50% do mercado da música. Vendendo a Parlophone, em toda Europa, ela teria menos de 40% de market share.

Pessoas ouvidas pelo jornal americano The Wall Street Journal disseram que a Universal deve formalizar a proposta de vender a gravadora até segunda-feira, junto aos órgãos reguladores na Europa.

No fim do ano passado, a Universal, em parceria com um consórcio liderado pela Sony, anunciou a compra da EMI por 4,1 bilhões de dólares. A gravadora pagou 1,9 bilhão de dólares pelo negócio.

Em março, reguladores antitruste da União Europeia deram início a uma investigação sobre uma oferta da Universal. Na ocasião, eles alegaram que o acordo poderia reduzir a competição do setor e prejudicar os consumidores.

A EMI é dona da Parlaphone desde a década de 30. Além de ser a primeira gravadora dos Beatles, ela detém o direito da banca Coldplay.