UE impõe multa recorde a cartel de fabricantes de caminhões

As empresas alemãs MAN e Daimler, assim como a sueco-francesa Volvo/Renault, a holandesa DAF e a italiana Iveco "violaram as regras de concorrência da UE"

A União Europeia (UE) impôs nesta terça-feira uma multa recorde de 2,93 bilhões de euros a cinco fabricantes de caminhões pela formação de um cartel que, durante 14 anos, permitiu fixar preços e não cumprir normas de redução de emissões.

As empresas alemãs MAN (propriedade da Volkswagen) e a Daimler, assim como a sueco-francesa Volvo/Renault, a holandesa DAF e a italiana Iveco “violaram as regras de concorrência da UE”, destacou a Comissão Europeia (Executivo comunitário) em um comunicado.