Tim Cook quis doar seu fígado a Steve Jobs, mas ele rejeitou

Nova biografia irá revelar que sucessor de Jobs tentou, sem sucesso, salvar sua vida

São Paulo – Uma nova biografia sobre a trajetória de Steve Jobs será lançada até o fim do mês nos Estados Unidos e promete trazer detalhes de como Tim Cook, sucessor do empresário no comando da Apple, tentou salvar sua vida.

Um trecho do livro, “Becoming Steve Jobs: The Evolution of a Reckless Upstart into a Visionary Leader”, ainda sem tradução para o português, conseguido com exclusividade pela revista Fast Company, revelou que Cook tentou doar parte de seu fígado a Jobs, mas ele não aceitou a oferta.

De acordo com a publicação, no início de 2009, época em que Jobs enfrentava uma das piores fases da doença, Cook viu que o amigo precisava de um transplante de fígado e buscou informações de como ajudá-lo.

O executivo descobriu que tinha o mesmo tipo sanguíneo que Jobs e que poderia dar parte de seu fígado a ele sem comprometer sua saúde.

Porém, segundo Cook, Jobs disse não.

“Ele me cortou as pernas, quase antes das palavras saírem da minha boca. Não, disse ele. Eu nunca vou deixar você fazer isso”, segundo depoimento de Cook no livro.

Ainda de acordo com o executivo, Jobs gritou poucas vezes com ele durante os 13 anos de convivência e essa foi uma delas.