ThyssenKrupp tem segredos roubados em invasão a computadores

Companhia, uma das maiores siderúrgicas do mundo, atribuiu as violações a indivíduos não identificados no Sudeste Asiático

Frankfurt – Segredos técnicos e comerciais do grupo siderúrgico alemão ThyssenKrupp foram roubados em uma invasão a seus sistemas de computadores neste ano, informou a empresa nesta quinta-feira. “A ThyssenKrupp foi alvo de um grande ataque”, disse em comunicado.

Os ataques, descobertos em abril, ocorreram em fevereiro, quando hackers invadiram o sistema da empresa e roubaram dados de projeto da divisão de engenharia da ThyssenKrupp e de outras áreas ainda a serem determinadas, esclareceu o documento.

A ThyssenKrupp, uma das maiores siderúrgicas do mundo, atribuiu as violações a indivíduos não identificados no Sudeste Asiático.

A companhia não informou quais documentos foram roubados, bem como informou não ser capaz de estimar a escala das perdas com propriedade intelectual.

Uma queixa criminal foi registrada junto à polícia no Estado de Renânia do Norte-Vestfália, de acordo com o grupo alemão.

Os sistemas de segurança que operam as fornalhas de aço e usinas de energia em Duisburg, no coração industrial da Alemanha, não foram afetados.

Outras operações, incluindo a de elevadores e a de sistemas marítimos, que produzem submarinos e navios de guerra, também não foram invadidas.

A ThyssenKrupp é a maior fornecedora de aço para o setor automotivo alemão e outras indústrias. Segundo a empresa, o ataque foi descoberto pela equipe encarregada de emergências de computadores. Autoridades estaduais e federais foram comunicadas da invasão no sistema.