Three Gorges assume participação de 21,35% na EDP

Empresa passa a ser o maior acionista da companhia energética portuguesa

Lisboa – A China Three Gorges assume a partir desta sexta-feira a participação de 21,35 por cento na Energias de Portugal (EDP), passando a ser o maior acionista da companhia energética portuguesa.

A empresa de Portugal adiantou que, consequentemente, a holding Parpública reduziu sua participação qualificada na EDP dos 25,49 por cento do capital e dos direitos a voto para 4,14 por cento.

A privatização da EDP, em dezembro de 2011, foi o ponto inicial de um vasto programa de privatizações com o qual Portugal se comprometeu, após resgate pela União Europeia e pelo Fundo Monetário Internacional.

A Three Gorges pagou 2,693 bilhões de euros pela fatia na EDP, com prêmio de 54 por cento, e mais 2 bilhões de euros para a empresa chinesa comprar posições minoritárias em parques eólicos da EDP, assim como o compromisso de bancos chineses de abrirem uma linha de financiamento de 2 bilhões de euros.

A empresa portuguesa é um dos maiores operadores energéticos da Península Ibérica, controlando a Energias do Brasil e a quarta maior eólica do mundo, a EDP Renováveis.