Ter mais líderes mulheres é uma obrigação, diz CEO do eBay

Segundo John Donahoe, incentivar a equidade de gênero no eBay não é só "uma coisa legal a se fazer", mas sim uma necessidade

Para o presidente do eBay, John Donahoe, ter mais líderes mulheres não é “uma coisa legal a se fazer”, mas uma necessidade. Ele fez a afirmação em um vídeo gravado para o portal USA Today, divulgado na quinta-feira.

Segundo o executivo, é a diversidade de habilidades e de experiências que constrói o “melhor time” e possibilita a entrega dos “melhores produtos” ao público.

“É também um jeito de atrair e reter os melhores talentos”, afirmou. Esse é um dos motivos pelo qual focamos nessas inciativas [para equidade de gênero]”.

Conforme Donahoe contou, o que chamou sua atenção para o tema foi observar que a trajetória profissional de sua esposa era, de certa forma, mais difícil do que a dele. “Eu tenho uma filha. Quero que ela seja parte de uma força de trabalho, de um ambiente de trabalho, melhor do que o que existe hoje”, disse.

Desde 2011, o assunto é uma prioridade no eBay. Pelo projeto The Global Women’s initiative (WIN), lançado pelo próprio John Donahoe, a empresa reúne as mulheres da sua liderança para que elas ajudem umas às outras a construir carreiras sólidas. 

Donahoe acredita que a empresa está no caminho certo. 

“Nós fazemos pesquisa sobre diversidade e divulgamos os dados para a nossa liderança e, agora, estamos publicando esses dados externamente. Estamos em um ponto de ruptura para forçar um diálogo sobre como podemos melhorar”, explicou.

“Nós queremos que o eBay e o Paypall sejam os lugares mais atrativos, onde as podem chegar e construir carreiras de sucesso e duradouras.”

Veja o relato abaixo: