Symantec venderá Veritas por US$ 8 bi para grupo da Carlyle

No ano passado a Symantec anunciou que iria separar seus negócios de segurança cibernética e gerenciamento de informações em duas empresas abertas

Nova York – A Symantec informou que concordou em vender sua divisão Veritas para um grupo de investidores liderado pela empresa de private equity Carlyle Group por US$ 8 bilhões em dinheiro. O Carlyle se uniu ao GIC, fundo soberano de Cingapura, e outros investidores no acordo.

No ano passado a Symantec – que foi pioneira no fim dos anos 1980 em segurança para computadores com um software antivírus – anunciou que iria separar seus negócios de segurança cibernética e gerenciamento de informações em duas empresas abertas. Em janeiro, a empresa atribuiu à divisão de gestão de informações o nome Veritas Technologies.

Em um comunicado, o executivo-chefe da Symantec, Michael A. Brown, afirmou que a venda permitirá que a empresa se concentre em ampliar sua divisão de segurança. A transação deverá ser concluída até 1º de janeiro de 2016.

Separadamente, a Symantec informou que teve lucro de US$ 117 milhões (US$ 0,17 por ação) no trimestre encerrado em 3 de julho, comparado a US$ 236 milhões (US$ 0,34 por ação) no mesmo período do ano passado.

Excluindo itens especiais, o lucro por ação foi de US$ 0,40. A Receita caiu 14%, para US$ 1,5 bilhão. Analistas consultados pela Thomson Reuters previam lucro por ação de US$ 0,43 e receita de US$ 1,53 bilhão.