Swiss Re: danos nucleares tem pouco impacto nas seguradoras

Segundo a companhia suíça, acidentes nucleares causados por terremoto não são cobertos pelas seguradoras

Genebra – A companhia de seguros suíça Swiss Re indicou nesta segunda-feira que os danos causados pela poluição nuclear no Japão em consequência do terremoto seguido de tsunami da última sexta-feira terão um impacto pequeno no setor de seguradoras.

“Os danos nucleares, tanto em instalações quanto de responsabilidade civil, não são cobertos pelas seguradoras privadas. Geralmente, a cobertura para as instalações nucleares no Japão exclui os terremotos, o fogo provocado por estes e os tsunamis”, assinala Swiss Re em comunicado.

Por isso, segundo a empresa, “é pouco provável que haja um impacto significativo na indústria dos seguros”.

No entanto, a seguradora destaca que o impacto quanto aos danos em propriedades envolve cálculos “complexos”.

“As circunstâncias no Japão são particularmente complexas, já que os danos às propriedades não só foram causados pelo terremoto, mas também pelos incêndios que seguiram e pelo tsunami. As prestações de seguro pelo terremoto e pelo tsunami são cobertas por um fundo do Estado, e este não está ressegurado no mercado privado”, ressalta a Swiss Re.

A empresa acrescenta que o fogo em consequência de um terremoto, sim, está incluído nos seguros privados e isso está protegido pela cobertura do resseguro.

Quanto às apólices de seguros comerciais e de empresas, as seguradoras privadas costumam assumir os danos por terremotos, fogo em consequência destes e tsunamis, indica a companhia suíça.

Por tudo isso, a Swiss Re assinala que está avaliando sua exposição ao sucedido no Japão e que, “dada a natureza da destruição, combinada aos trabalhos de recuperação e evacuação que seguem em andamento, levará algum tempo para calcular os danos”.

O executivo-chefe da Swiss Re, Stefan Lippe, afirma no comunicado que a empresa “seguirá comprometida com o mercado de seguros do Japão e em apoiar os esforços de recuperação”, ao passo que expressa seu “profundo pesar a todos aqueles que sofreram pelo devastador terremoto e tsunami”.