State Grid desiste de OPA de saída do novo Mercado

A empresa desistiu da Oferta Pública de Aquisição de Ações (OPA) unificada para a saída da CPFL Energia e da CPFL Renováveis do Novo Mercado

São Paulo – A CPFL Energia e a CPFL Energias Renováveis informam que o acionista controlador, State Grid Brazil Power Participações, decidiu seguir adiante somente com as OPAs por alienação de controle das companhias.

A empresa desistiu, assim, da Oferta Pública de Aquisição de Ações (OPA) unificada para a saída da CPFL Energia e da CPFL Renováveis do Novo Mercado e para o cancelamento do registro das empresas da “categoria A” (que permite a emissão de ações) e sua conversão para a “categoria B”.

A OPA por alienação de controle será realizada para dar o direito de tag along aos acionistas minoritários que permaneceram com suas posições nas duas empresas após a troca de controle das companhias.

A State Grid já tinha antecipado que se reservava o direito de lançar apenas a OPA por Alienação de Controle e cancelar a OPA para Conversão de Registro e OPA para Saída do Novo Mercado caso o preço da oferta fosse inferior ao valor justo das ações da companhia.

A State Grid adquiriu 556.164.817 ações ON da CPFL Energia, que representam aproximadamente 54,64% do capital total da companhia.

O preço pago à vista foi de R$ 14,19 bilhões, o que equivale à R$ 25,51 por ação. A operação implicou um valor de R$ 3,17 bilhões para a CPFL Renováveis, o que corresponde a um valor de 12,20 por ação.