Seu novo perfume poderá ter vidro reciclado (sem você notar)

Natura acaba de lançar os primeiros frascos de perfume com vidro reciclado pós-consumo do país

São Paulo – Já se perguntou sobre o que acontece com aquele frasco vazio de perfume que você joga fora? E se ao invés de virar lixo, ele ganhasse um destino mais nobre, tornando-se uma nova embalagem para outro perfume, por exemplo?

Pois é exatamente isso o que a Natura resolveu fazer. A empresa de cosméticos acaba de lançar seus primeiros frascos de perfume com vidro reciclado pós-consumo, em investida inédita no país.

Inicialmente, o material pós-consumo será usado em algumas das marcas de perfumaria de maior sucesso, como o Natura Humor, Kaiak clássico, Essencial masculino clássico e o Natura Ekos Frescor.

A expectativa da empresa é expandir a inovação para outras submarcas. Os primeiros frascos contêm em média 20% de sua massa constituída pelo vidro reciclado.

Ecofriendly

O uso de material reciclado pós-consumo traz vantagens claras para o meio ambiente. O primeiro deles é uma menor pressão sobre os recursos naturais, já que não será necessário produzir um novo material, mas apenas reutilizar o que já existe.

Segundo, porque você reduz a quantidade de resíduo gerado. Pelos cálculos da Natura, a primeira etapa da iniciativa utilizou aproximadamente 472 toneladas de vidro reciclado, o que evita o descarte de material equivalente a 1,368 milhão de garrafas de 600ml (com peso de 0,345 kg cada).

Além disso, afirma a empresa, a incorporação de vidro reciclado nas embalagens dos perfumes reduz a emissão de CO2 em 357 tCO2/ano.

Essa não é a primeira investida da empresa no mundo dos materiais reciclados. Em 2014, ela lançou o seu primeiro refil de perfumaria com embalagem pet 100% reciclado.

Segundo a Natura, o uso de material reciclado pós-consumo nas embalagens é uma das metas da sua nova Visão de Sustentabilidade.
Até 2020, um dos desafios é utilizar, no mínimo, 10% de material reciclado pós-consumo na massa total das embalagens Natura no país.

Apenas com a introdução do vidro reciclado pós-consumo nos frascos das suas principias linhas de perfume, nesse primeiro momento, o número atingido hoje pela empresa chega a 2,6%.