Salão de Detroit apresenta lançamentos de fabricantes americanos

General Motors, Ford e Chrysler aproveitam o evento em casa para mostrarem suas armas na disputa contra as montadoras japonesas

Detroit – Os três principais fabricantes de carros nos Estados Unidos, General Motors, Ford e Chrysler, apresentaram nesta segunda-feira seus lançamentos na inauguração do Salão do Automóvel de Detroit, com o objetivo de reconquistar o mercado de modelos médios e compactos perdido para os japoneses.

Logo no início do evento, o novo Ford Fusion, conhecido como Mondeo fora dos EUA, foi apresentado. O lançamento do modelo é uma tentativa da companhia assumir a dianteira no nicho de sedans econômicos e de baixo consumo, dominado atualmente pelo Toyota Camry.

O executivo-chefe da Ford, Alan Mulally, afirmou que 2012 será um ano importante para a empresa e o Fusion um dos seus principais produtos.

O Ford Fusion/Mondeo 2012, que será lançado no final dos anos nos EUA e no ano que vem na Europa, terá as versões a gasolina 1.6 e 2 litros, híbrida e híbrida ‘plug-in’ (com maior participação do motor elétrico).

Na versão híbrida, o motor elétrico pode ser usado até os 100 km/h, e o modelo plug-in terá uma autonomia de 42 quilômetros por litro.

Com um design mais moderno e esportivo, a Ford quer alcançar também, além da Europa e dos EUA, os mercados emergentes, onde a companhia aposta em sua expansão, explicou Mulally.

Outro compacto lançado nesta segunda-feira foi o Dodge Dart, que trouxe ao modelo do grupo Chrystler o design italiano, já que agora a Fiat tem participação na companhia.

O Dart, que será vendido com motores de 1.4, 2.0 e 2.4 litros, é um exemplo de como a crise mudou o gosto dos motoristas americanos, que agora preferem veículos menores e de baixo consumo.

O novo Dodge Dart poderá fazer 17 quilômetros por litro, o que permitirá, com ajuda governamental, que o modelo possa competir com compactos bem sucedidos como o Chevrolet Cruze ou o Hyundai Elantra.

No segmento de sedãs,a General Motors apresentou em Detroit o Cadillac ATS, com novo design e motores de até 3.6 litros e 320 cavalos de potência, com o qual a fabricante pretende roubar a liderança do mercado do alemão BMW Série 1.