Rosabeth Kanter mostra 4 lições das empresas mais resilientes

Professora de gestão da Harvard explica os segredos das companhias que conseguem vencer mesmo diante das maiores adversidades

São Paulo – O mundo dos negócios está cada vez mais desafiador, seja pela concorrência cada vez mais acirrada, seja pelas crises econômicas globais recorrentes e até pelas dificuldades internas. Para Rosabeth Kanter, professora de gestão da Harvard Business School, porém, as companhias vencedoras superam tudo isso e tiram proveito dos maiores desafios.

De passagem pelo Brasil para participar como palestrante da HSM Expomanagement, a especialista explicou como algumas companhias conseguem superar problemas dificílimos e afirmou que vencer sempre pode ser entediante – além de ser um trabalho árduo.

Veja, abaixo, 4 importantes aprendizados de empresas que sabem lidar com os problemas e tirar proveito deles:

1 – Vencer é melhor do que perder

A afirmação parece óbvia, mas, segundo Rosabeth, as companhias vencedoras possuem uma cultura de sucesso continuo. “Os vencedores sempre têm um enorme conjunto de vantagens, simplesmente porque vencem. Já vi companhias mudarem o jogo apenas porque o líder começou a apertar as mãos dos funcionários e elogiá-los. Isso é energia e energia positiva contagia todo o grupo”, disse.

2 – Vencer é um trabalho árduo

De acordo com Rosabeth, vencer pode ser entediante, quando a vitória se torna algo automático e a companhia acredita que a vitória sempre é garantida. “Vencer significa trabalho árduo, disciplina, métricas e profissionalismo. Nenhuma companhia tem que fazer planos para vencer sempre; as conquistas precisam ser alcançadas uma de cada vez”.


3 – Equipes vencedoras nem sempre tem os melhores jogadores

As companhias vencedoras nem sempre tem os melhores talentos, mas tem as melhores pessoas que sabem trabalhar em equipe. Segundo a especialista, o mais importante não é o talento individual, e sim o coletivo. “É importante reconhecer que todos estão no mesmo barco e que o resultado final é de responsabilidade de todos”.

4 – Ter sucesso também é reconhecer as derrotas

Saber encarar as derrotas faz toda a diferença para as empresas vencedoras. De acordo com Rosabeth, até as equipes vitoriosas têm defeitos. “Elas, no entanto, sabem enfrentar a situação com mais rapidez, autonomia e liberdade. Fracasso não é se frustrar diante dos obstáculos; é desistir de um projeto quando o primeiro desafio aparece. As companhias precisam entender que frustações existem, mas é preciso persistir”.