Dólar R$ 3,27 -0,31%
Euro R$ 3,66 0,08%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,60% 62.662 pts
Pontos 62.662
Variação 1,60%
Maior Alta 9,53% JBSS3
Maior Baixa -1,42% EMBR3
Última atualização 23/05/2017 - 17:20 FONTE

República Dominicana designa comissão para investigar Odebrecht

A Odebrecht atualmente é investigada pelas autoridades dominicanas sobre uma série de propinas no valor de US$ 92 milhões que ocorreram por 20 anos

Santo Domingo – O governo da República Dominicana determinou nesta terça-feira, mediante decreto, a criação de uma comissão para investigar o processo de licitação do projeto da termelétrica de Punta Catalina, feito pela construtora Odebrecht.

O anúncio foi realizado em entrevista coletiva pelo ministro da Presidência, Gustavo Montalvo, que explicou que a determinação se deve ao fato de o projeto iniciado em 2013, durante o primeiro mandato do presidente Danilo Medina, constituir “o investimento de maior montante realizado no país nos últimos anos”.

Medina assinou o decreto designando comissão especial para investigar o processo de licitação de Punta Catalina e a previsão é que o relatório e suas conclusões sejam divulgadas em todo o país, disse Montalvo, que afirmou que “o bom uso dos recursos públicos é uma reivindicação crescente e legítima da sociedade”.

O comitê, que será presidido pelo monsenhor Agripino Núñez Collado, fará as investigações pertinentes para gerar um relatório o mais rápido possível, pesquisas “que em nada limitam ou condicionam as investigações feitas pelo Ministério Público” sobre a empresa, diz o documento.

A Odebrecht atualmente é investigada pelas autoridades dominicanas sobre uma série de propinas no valor de US$ 92 milhões que ocorreram no país ao longo das últimas duas décadas.

Segundo documentos divulgados no dia 21 de dezembro pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, a empresa pagou aproximadamente US$ 788 milhões em propina em 12 países da América Latina e da África.