Rede Energia busca “sócio estratégico” para compra de participação

Banco Bradesco foi contratado como conselheiro na executar a operação; ideia é vender parte minoritária ou até o controle da empresa

São Paulo – Jorge Queiroz de Moraes Júnior, presidente do conselho e acionista controlador da Rede Energia, disse que está em busca de um “sócio estratégico” para comprar uma participação na companhia.

A ideia é vender uma participação que tanto pode ser minoritária como de controle, disse ele. “Estamos tentando capitalizar a companhia para melhorar o perfil de nossa dívida e tentar achar uma solução de continuidade para o negócio”, disse Queiroz em entrevista hoje por telefone de São Paulo.

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço e o BNDESPar, braço de participações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, também são acionistas da companhia. O executivo disse não saber qual o valor real do grupo.

“Cerca de seis vezes o nosso Ebitda seria uma boa Ele disse que “uma boa estimativa” seria seis vezes o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, o Ebitda, uma medida de geração de caixa, que foi de 1,5 bilhão nos 12 meses até setembro, o que resultaria em em cerca de R$ 9 bilhões.

A Rede Energia contratou o Banco Bradesco como conselheiro para a operação, disse ele.