Receita de dados da TIM deve superar a de voz

A companhia espera crescimento significativo, da ordem de dois dígitos ao longo de 2016

São Paulo – O presidente da TIM Participações, Rodrigo Abreu, disse ontem que as receitas de dados da operadora devem superar o faturamento com voz este ano.

“Esperamos que o ritmo (de alta na receita de dados) ao longo do tempo diminua da casa de 40% ou 50%, mas ainda esperamos crescimento significativo, da ordem de dois dígitos ao longo de 2016”, disse o executivo em teleconferência após a divulgação dos resultados do quatro trimestre.

“Dados devem passar a ser nossa principal receita (este ano).”