Raízen aceita condições de credores da Tonon para aquisição

a Raízen fez uma proposta vinculante pelas duas usinas da Tonon no mês passado, por 823 milhões de reais

Rio de Janeiro – A Raízen Energia, joint venture da Cosan e da Shell, aceitou as condições impostas pelos credores da Tonon Bioenergia, que está em recuperação judicial, para a aquisição das usinas de Santa Cândida e Paraíso, informou a companhia em um comunicado ao mercado nesta sexta-feira.

Para a conclusão da aquisição, destacou a empresa em comunicado, restam agora trâmites legais, incluindo aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A Raízen fez uma proposta vinculante pelas duas usinas da Tonon no mês passado, por 823 milhões de reais.

Maior produtora de açúcar e etanol do Brasil, a Raízen já tinha 24 unidades de produção de açúcar, etanol e bioenergia.

Caso o negócio seja concretizado, marcará uma retomada da expansão por aquisições do grupo Cosan no setor sucroalcooleiro após um período de consolidação dos negócios de açúcar e etanol.

Veja também