Por que HBO, CNN e Cartoon podem deixar o Brasil

Ancine notificou a fusão da AT&T com a Time Warner a pedido do Cade - e se desfazer de alguns canais pode ser a solução das empresas para operar juntas

São Paulo – Acaba de entrar para a berlinda a aquisição histórica da Time Warner pela AT&T, controladora da empresa de canais por assinaturas Sky.

Fechada em outubro de 2016 por 85,4 bilhões de dólares, a compra foi notificada hoje pela Ancine, depois de uma análise técnica de concorrência de mercado feita a pedido do Cade, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica.

O relatório aponta que empresas de telecomunicações não podem ter mais de 30% de participação do capital total e votante de produtoras e programadoras com sede no Brasil.

A nota técnica encaminhada pela Ancine ao Cade ainda conclui que a integração dos negócios de dois dos principais grupos do setor pode “resultar em efeitos anticompetitivos no segmento de TV por assinatura brasileiro”.

Caso a contrariedade à operação chegue às últimas consequências, uma opção seria a da companhia se desfazer de canais  pagos da Time Warner no Brasil – CNN, HBO e Cartoon Network estão entre eles.

Outra opção seria a de se desfazer da operação da Sky, uma possibilidade apontada por analistas depois da compra da DirecTV pela AT&T.

Tela quente

A concentração de mercado da qual a Ancine se refere é consequência da dimensão de negócio conquistada pela holding AT&T depois da compra do grupo DirecTV.

Trata-se de uma aquisição recente, de julho de 2015, concluída por 49 bilhões de dólares, e que atribuiu à AT&T milhares de assinantes a mais, além de um lucro bem maior – o faturamento global atingiu 146,8 bilhões de dólares em 2015.

No Brasil, a oferta dos canais da companhia é feita pela segunda maior empresa de tevê por assinatura do país, a Sky, em número de assinantes, dona de 28,3% do mercado.

Por outro lado, a Time Warner é uma empresa do grupo Time Warner, cujo faturamento bruto mundial chegou a 28,1 bilhões de dólares no último ano. É a segunda em número de assinantes no Brasil, com uma fatia de 24,4%.

O conglomerado possui o maior número de canais com programação distinta, 33, sendo 23 também ofertados em versão HD, entre eles o HBO e Cartoon Network.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Pedro Evandro Montini

    Quanto idiotice desses reguladores. Saindo HBO, CNN e Cartoon do Brasil, os respectivos canais concorrentes da Globosat ganham mais força no mercado. Se os tais canais continuassem operando por aqui dentro de um grupo mais forte, a concorrência com a Globosat seria maior. Mas pelo jeito, os consumidores vão sair perdendo mesmo, com menos opções de canais para assistir.

  2. Tudo isso ainda é fruto do gonverno dos PTralhas, eles que inventaram essas porcarias de regulamentos e colocaram essa tal de Ancine que até então só cuidava de financiar porcaria de filme nacional, ou seja não servia pra nda, e estava à beira de ser extinta, então deram a função de fiscalizar essa regulamentação ridícula, pra dar emprego pros comunistas apadrinhados deles, que são contra os EUA e contra toda cultura americana, essa é a verdade!