Por dentro da sede da Natura, em Cajamar

Projeto provoca uma verdadeira fusão entre empresa e meio ambiente; a principal sede da empresa abriga 5 mil funcionários e recebe 22 mil visitantes em 2012

São Paulo – Se ao pensar em uma indústria você já imagina máquinas imensas e muito barulho, você pode ficar surpreso com a Natura. A fabricante de cosméticos, fundada em 1969 por Antônio Luiz Seabra, guarda em Cajamar (SP) sua sede principal, onde concentra a fabricação da maior parte dos produtos e os escritórios administrativos.

Seguindo o raciocínio ambiental da empresa, o arquiteto Roberto Loeb criou um projeto em que a integração entre natureza e empresa fosse total.  “Queriam uma referência que mostrasse esse espírito de inovação da empresa, em uma época em que inovação e sustentabilidade não eram questões centrais”, explica o arquiteto.

Por isso a escolha do arquiteto foi por uma estrutura mais parecida com um campus e menos semelhante aos projetos tradicionais de arquitetura industrial. “Tem de ter trabalho duro, mas é preciso ter prazer também. As pessoas vivem lá a maior parte do tempo consciente delas”, afirma. “Toda mudança de ambiente tem alguma passagem por dentro da natureza”, afirma Loeb.

Contato

Uma preocupação fundamental foi criar ambientes que possibilitassem o contato entre pessoas. Loeb adotou o que chamou de praças sobrepostas. “Praças sobrepostas criam oportunidades de encontros e surpresas entre os funcionários”, afirma.

Não por acaso, a empresa recebe muitos convidados. Segundo a companhia, somente em 2012 foram 22 mil visitantes. “A sede da empresa foi criada para de fato receber um número enorme de visitantes. Então pensei em construir um passeio surpreendente, onde os espaços fossem inseridos uns dentro dos outros”, afirma Loeb.

Bem estar

Tão grande quanto as unidades produtivas são os espaços de bem-estar da empresa. No Clube Natura, um salão de beleza, uma academia, uma quadra, estúdio de pilates e até um restaurante vegetariano pretendem oferecer ao funcionário momentos de descontração, lazer e qualidade de vida.

O local pode ser utilizado pela família dos empregados e a piscina não raro recebe famílias inteiras no final de semana.