Por dentro da sede da Bayer em São Paulo

Funcionários da matriz, no bairro do Socorro, podem levar Kindles emprestados para casa e saem mais cedo do trabalho todas as sextas para evitar trânsito