Polishop vê aceleração de crescimento e 12 novas lojas em 2017

Segundo o fundador do grupo, o faturamento da Polishop deve crescer ao redor dos 15% neste ano, mas pode chegar a 18% em relação a 2016

Madri – A varejista de eletroeletrônicos Polishop espera acelerar o ritmo de expansão do seu faturamento este ano e abrir 12 novas lojas a despeito do impacto da crise brasileira no varejo, de acordo com o fundador do grupo, João Appolinário.

“O varejo brasileiro está sofrendo. Ano passado já foi muito difícil para o varejo. Mas entendo que o negócio continua”, disse o executivo, em entrevista a jornalistas durante o XVI Encontro Santander América Latina, evento organizado pelo banco na capital espanhola.

O faturamento da Polishop deve crescer ao redor dos 15% neste ano, mas pode chegar a 18% em relação a 2016, segundo ele. Se concretizado, será maior que o do exercício passado, que foi de 12% na comparação com 2015, cujo desempenho ficou no zero a zero.

“2015 foi mais difícil. Este ano, esperamos um desempenho melhor e nosso departamento de expansão está aberto a novas negociações e em busca de oportunidades”, disse Appolinário, sem abrir o número do faturamento do grupo.

Com as 12 novas lojas a serem inauguradas neste ano, a rede Polishop totalizará, segundo ele, 255 unidades no País. Desde o estopim da crise, conforme o executivo, a empresa só fechou uma loja e reduziu outras três. Debruçou-se, contudo, na melhoria da eficiência da rede.

Nesse contexto, passou a gastar menos e abrir mais lojas. Os recursos que a companhia gastará para inaugurar 12 lojas este ano, que não foram revelados, conforme o executivo, correspondem ao montante investido na inauguração de três unidades no passado.

O fundador da Polishop lembrou ainda que o varejo físico, principalmente no que tange à abertura de shoppings no Brasil, passa por uma adaptação após anos de expansão nos últimos anos.

“O Brasil teve uma explosão de shoppings. Teve muita oferta. Muitas vezes, ao invés de em cidades novas, vários shoppings eram abertos nas mesmas regiões, passando a concorrer uns com os outros. Está ocorrendo uma depuração disso”, explicou.

No ano passado, a Polishop abriu oito lojas e fez um total de 22 obras para reformular a rede existente. Em 2015, foram inauguradas 15 lojas. Apesar da queda das vendas nas lojas físicas, o fundador da rede disse que a venda direta tem desempenhado melhor e, por isso, compensando o canal, já que sua base é pequena.