Pilotos da Aerolíneas Argentinas fazem greve por reajuste

Paralisação vai até meio-dia desta sexta-feira

Os pilotos das companhias aéreas estatais Aerolíneas Argentinas e Austral anunciaram uma paralisação de 16 horas, até o meio-dia desta sexta-feira, para reivindicar reajuste salarial – informaram comunicados sindicais divulgados nesta quinta (15) à noite.

“Sem ter-se chegado a um acordo na negociação salarial com a Aerolíneas Argentinas, retomamos nosso plano de luta”, declara a nota da Associação de Pilotos das Linhas Aéreas (Apla).

O outro sindicato do setor, a União de Aviadores de Linhas Aéreas (Uala), apontou a “falta de avanços na negociação salarial em curso”, assim como o “adiamento” por parte da empresa para tratar do tema.

A maioria dos sindicatos pactou reajustes salariais com as empresas este ano, entre 27% e 35%. Como a inflação na Argentina deve chegar a 43% em 2016, segundo projeções do Banco Central, várias centrais estão organizando medidas de força para reabrir as negociações.