Philip Morris encerra operação na Holanda

Companhia vai fechar fábrica no país europeu e demitir pelo menos 1.230 pessoas

São Paulo – A Philip Morris, dona das marcas de cigarros Malboro e L&M, anunciou, nesta sexta-feira, que vai encerrar suas operações na Holanda. A decisão vai resultar na demissão de pelo menos 1.230 pessoas na região.

Segundo a companhia americana, a diminuição da demanda por cigarros é o principal motivo do fechamento da fábrica no país europeu. Nos últimos quatro anos, o consumo de cigarros caiu 20% na região.

A produção da unidade holandesa se deslocará para outras fábricas da Europa, com capacidade ociosa.

Negócio alternativo

Recentemente, a Philip Morris anunciou um investimento de 500 milhões de euros para desenvolver produtos de menor risco.

De acordo com comunicado da companhia, a nova fábrica terá capacidade anual de produzir 30 bilhões de cigarros até 2016 e será instalada em Bolonha.

“O desenvolvimento e a comercialização de produtos de risco reduzido representam um passo significativo no sentido de diminuir os danos à saúde”, disse André Calantzopoulos, presidente da companhia, em comunicado, na ocasião.

Segundo ele, trata-se de uma mudança de paradigma para a indústria do cigarro e uma importante oportunidade de crescimento para a PMI.

A construção da nova unidade está prevista para começar ainda neste ano e durar dois anos. Quanto concluída, a fábrica vai empregar até 600 pessoas.