Dólar R$ 3,28 0,39%
Euro R$ 3,67 -0,04%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 0,95% 63.257 pts
Pontos 63.257
Variação 0,95%
Maior Alta 5,04% SMLE3
Maior Baixa -3,99% MRFG3
Última atualização 24/05/2017 - 17:20 FONTE

Petrobras vai vender fatia em joint venture para São Martinho

A venda é uma das cinco transações em andamento que o Tribunal de Contas da União (TCU) não proibiu a Petrobras de concluir

São Paulo – A Petrobras assinará na quinta-feira um acordo para a venda de seus 49 por cento na joint venture Nova Fronteira Bioenergia, do setor de etanol, para sua parceira São Martinho, por 500 milhões de reais, disse nesta quarta-feira uma fonte diretamente envolvida na negociação.

A São Martinho, uma das cinco maiores empresas do setor sucroalcooleiro no país, já detém 51 por cento na Nova Fronteira, que foi fundada há seis anos e tem uma usina de última geração em Goiás.

“A empresa não faz comentários sobre a especulação do mercado”, disse um representante da São Martinho. A Petrobras não tinha um comentário imediato.

As ações preferenciais da Petrobras caíram cerca de 4 por cento nesta quarta-feira, enquanto as da São Martinho recuaram 1,3 por cento.

A venda é uma das cinco transações em andamento que o Tribunal de Contas da União (TCU) não proibiu a Petrobras de concluir, em uma decisão recente que impede a empresa de assinar novos contratos de venda de ativos e de iniciar novos processos de alienação, mas libera a estatal para concluir aqueles desinvestimentos que estão em fase final.

A Petrobras manteve meta vender 15,1 bilhões de dólares em ativos no biênio 2015-2016, diante da decisão do tribunal.

A transação com a Nova Fronteira marca mais um passo nos esforços da Petrobras para sair da indústria de biocombustíveis, que durante anos absorveu enormes quantidades de gastos de capital e foi prejudicada pelos controles governamentais de preços.

A Petrobras tem participações em nove usinas de açúcar e etanol no Brasil, incluindo a joint venture com a São Martinho, bem como participação em cinco usinas de biodiesel.

A Petrobras também iniciou negociações com a Tereos Internacional para a venda da participação de 45,9 por cento da Petrobras Biocombustível na empresa do setor sucroenergético Guarani.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. joao batista de assis pereira

    A Estatal foi notificada recentemente pelo TCU no sentido de paralisar com o processo de desinvestimento em curso e não mais desfazer de ativos. Portanto, a Estatal deveria interromper o seu Plano bilionário de desinvestimento, ou entrega de ativos aos seus pares, como queiram entender . Efetuar “Block Trade” de todas as ações que detém na São Martinho SMTO3, nada mais é que continuar com o processo de doação de ativos, quando se compromete a desfazer da totalidade desse ativo no processo denominado de “Block Trade”. Nesse sentido, a Governança e Compliance da Estatal Petroleira, além de prejudicar os acionistas minoritários, descumpre as determinações do TCU, relembrando as atitudes ilicitudes do Petrolão, além de comprometer as recentes declarações do Presidente Pedro Pullem Parente quando foi a mídia e disparou: A BANDALHEIRA NA PETROBRAS ACABOU.