Petrobras reduz para 45% importação de gás da Bolívia

"A queda na importação reflete a redução conjuntural da demanda brasileira termelétrica e do mercado industrial", disse a petroleira

Rio de Janeiro – A Petrobras reduziu a importação de gás natural da Bolívia para cerca de 45 por cento do volume máximo diário contratado com a estatal boliviana YPFB, devido à queda das demandas industrial e termelétrica e ao aumento da oferta nacional do insumo, disse a companhia à Reuters.

“A queda na importação reflete a redução conjuntural da demanda brasileira termelétrica e do mercado industrial, somada ao aumento da oferta de gás nacional, e está de acordo com as obrigações e direitos da Petrobras em seus contratos”, disse a empresa, após questionamentos enviados pela Reuters.

A Petrobras tem importado pouco mais de 30 milhões de metros cúbicos/dia de gás da Bolívia nos últimos anos.