Pessoas já sabem o que fazer quando os carros dirigirem sozinhos

Ford Europa fez essa pergunta com 5.000 consumidores na região - respostas surpreendem

São Paulo – O que você gostaria de fazer ao volante quando seu carro for 100% autônomo?

A Ford Europa fez essa pergunta com 5.000 consumidores na região para descobrir quais eram seus planos para quando carros que dirigem sozinhos forem uma realidade.

A resposta foi bem simples e até bucólica: 80% responderam que pretendem admirar a paisagem e relaxar.

A pesquisa de múltipla escolha mostrou ainda que as pessoas estão interessadas também em conversar por telefone e usar a internet (72% das respostas) ou comer um lanche (64%).

Colocar a leitura em dia foi a resposta de outra parte dos entrevistados. Para os com filhos, a escolha foi um pouco polêmica: 16% disseram que ficariam felizes em deixar que as crianças fizessem o trajeto sozinhas.

Outra curiosidade do estudo está relacionada à dimensão do estresse causado por dirigir em um trânsito pesado todos os dias. Em média, os europeus passam dez dias por ano dentro dos carros no trajeto casa-trabalho – horas consideradas por eles mais tensas do que as investidas no trabalho em si.

Os carros autônomos seriam, então, uma bela alternativa para levar as pessoas por esse caminho, além de uma saída segura para os que querem beber no meio do trajeto.

A montadora anunciou que iniciará os testes com veículos autônomos pelas estradas europeias em 2017, dentro de um plano integrado de serviço compartilhado similar ao que a empresa está realizando nos Estados Unidos.

“Essa nova tecnologia vai revolucionar a forma como nós viajamos e como nós vivemos”, diz Thomas Lukaszewicz, gerente de direção automatizada da Ford Europa.