Olympus abre processos contra executivos, diz fonte

Processos ocorrem depois de uma fraude contábil de US$ 1,5 bilhão em perdas com investimentos

Tóquio – A Olympus Corp. entrou com ações judiciais contra o seu ex-presidente Tsuyoshi Kikukawa e vários outros indivíduos que a empresa considera responsáveis pelo escândalo contábil descoberto recentemente, informou, nesta segunda-feira, uma pessoa familiarizada com o assunto.

A empresa japonesa divulgou comunicado no domingo, dizendo que estava pensando em abrir processos contra seus diretores atuais e antigos, após receber, no sábado, relatório de um painel independente de investigação – que apontou responsabilidade do conselho da companhia na ocultação de US$ 1,5 bilhão em perdas com investimentos em mais de uma década.

A pessoa que deu as informações disse que a investigação independente determinou que mais do que dez pessoas, incluindo o presidente Shuichi Takayama e outros membros da diretoria atual, tiveram responsabilidade no escândalo. A empresa se recusou a comentar o caso. As informações são da Dow Jones.