OLX movimenta R$81,9 bi em compras e vendas em 2016

No ano passado, a OLX apurou vendas de 24,6 milhões de produtos, alta anual de 90%, com destaque para os Estados de Minas Gerais e Bahia

São Paulo – A OLX movimentou 81,9 bilhões de reais em 2016 em operações de compra e venda de sua plataforma de marketplace, alta de 18 por cento sobre 2015, anunciou a empresa nesta quarta-feira.

No ano passado, a OLX apurou vendas de 24,6 milhões de produtos, alta anual de 90 por cento, com destaque para os Estados de Minas Gerais e Bahia, onde as vendas nesse quesito subiram 103 e 106 por cento, respectivamente.

As categorias de carros e imóveis foram muito relevantes no crescimento no período, com a venda de 3,3 milhões de automóveis e 933,5 mil imóveis, aumentos respectivos de 44 e 50 por cento.

O presidente-executivo da OLX Brasil, Andries Oudshoorn, também destacou na nota que em 2016 houve crescimento expressivo em categorias como moda, casa e itens para bebês e crianças.

No caso de moda e beleza, houve elevação de 263 por cento, a 4,4 milhões de unidades. O grupo “para sua casa” teve acréscimo de 228 por cento, a 11 milhões de itens; e a categoria bebês e crianças viu alta de 216 por cento, a 3,1 milhões de itens.

Para 2017, a OLX planeja continuar crescendo no marketplace de consumidores para consumidores (C2C, na sigla em inglês) e aumentar o número de pessoas “desapegando” com sucesso no site e aplicativo em mais de 50 por cento.

“Há um grande potencial no público que nunca comprou pela internet e uma das expectativas da OLX para 2017 é conquistá-los”, afirmou a companhia.

A empresa também prevê crescimento de mais de 100 por cento na receita com anúncios de imoveis e automóveis, ajudado pela otimização de soluções. A OLX não divulga dado de faturamento.