Dólar R$ 3,28 0,39%
Euro R$ 3,66 -0,44%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 0,95% 63.257 pts
Pontos 63.257
Variação 0,95%
Maior Alta 5,04% SMLE3
Maior Baixa -3,99% MRFG3
Última atualização 24/05/2017 - 17:20 FONTE

Oi diz que analisará plano alternativo junto com outras sugestões

Uma das possibilidades em discussão seria, por exemplo, trocar parte da dívida por equity assim que o plano for aprovado

Rio – A Oi informou que irá analisar o plano de recuperação judicial alternativo apresentado nesta sexta-feira, 16, por um grupo de credores e o empresário egípcio Naguib Sawiris.

A avaliação, explicou, será feita “juntamente com as demais sugestões que surgiram ao longo de encontros com outros credores que estiveram com a Oi até agora, como o assessor financeiro G5 Evercore, além dos bancos Itaú, Banco do Brasil, Caixa e BNDES”.

Uma das possibilidades em discussão seria, por exemplo, trocar parte da dívida por equity assim que o plano for aprovado.

“A Oi acredita que o resultado destas negociações deverá refletir uma proposta final que garanta a viabilidade operacional e a sustentabilidade da companhia e que atenda credores, acionistas e demais partes interessadas, permitindo que a Oi saia mais fortalecida ao final deste processo”, diz em nota.

A companhia disse ainda que o encontro de hoje faz parte de reuniões regulares que a companhia vem mantendo com credores, no sentido de ouvir sugestões referentes ao plano de recuperação judicial apresentado pela companhia em setembro.

“Este plano contém a proposta feita pela Oi aos credores, que poderão apresentar sugestões que serão negociadas no âmbito do processo, como é natural no caso de recuperação judicial”, informou.

A proposta não foi bem recebida por acionistas da companhia ouvidos pela reportagem. A visão é de que o plano alternativo entrega a companhia para os “bondholders” e prevê um investimento pelo egípcio “muito abaixo do esperado”.

“O Sawiris aparece como um mero minoritário, mas quer controlar a companhia investindo apenas US$ 250 milhões”, afirmou um representante de acionista sob a condição de anonimato.