São Paulo – O Yahoo! lança novos benefícios em busca de uma melhor posição na disputa por talentos no Vale do Silício. A empresa anunciou na última semana a flexibilização de suas políticas de licença à maternidade e paternidade.

A empresa estendeu para quatro meses o período de licença remunerada à maternidade concedida às funcionárias. Os pais poderão passar dois meses fora das atividades com salário e emprego garantidos. Também está garantido aos pais e mães um abono de 500 dólares para compras de enxoval. O Yahoo! já custeava em até 5 000 dólares o processo de adoção e oferecia dois meses de sabático não remunerado para cada cinco anos de empresa.

Ninguém ficou de fora. Nem aqueles que não são exatamente pais ou mães. Os novos bichinhos de estimação dos funcionários ganharão da empresa alguns acessórios para usufruto dos animais – todos com a marca Yahoo!, é claro.

Na última quarta-feira, o New York Times lembrou que Marissa já havia afirmado que atrair profissionais talentosos é uma das prioridades da empresa nesse processo de recuperação. Segundo o jornal, os benefícios são uma “arma onipresente” nas guerras por talentos. Entre as medidas populares do Yahoo!, está a concessão de novos telefones a todos e alimentação gratuita na empresa.

Experiência

A medida parece não combinar com o estilo de gestão de pessoas de Marissa Mayer, que tirou apenas duas semanas de licença a maternidade após o nascimento de seu filho, Macallister, que ainda não completou um ano.

A presidente vem de uma sequência de duras críticas no que tange o seu formato de gestão de pessoas. Em março deste ano, a empresa baniu de suas práticas o home office. A medida teria desagradado a muitos funcionários que preferiam trabalhar de casa em função das famílias e das tarefas do lar.

Benchmark

Com as novas medidas, o Yahoo! se aproxima das suas principais competidoras no disputado mercado de talentos do Vale do Silício. 

Segundo a Fast Company, no Google, antiga empresa de Marissa, as mães têm cinco meses de licença remunerada e os pais contam com sete semanas fora da empresa. As famílias também recebem 500 dólares em dinheiro para gastos com a criança – além de vagas preferenciais para os veículos. 

O Facebook garante quatro meses de licença remunerada a pais e mães desde que contratados em período integral. Em caso de adoção, a empresa cobre os custos do processo. Nos dois casos, a família recebe 4 000 dólares em dinheiro para compra de enxoval.

Na Microsoft, as mães contam com dois meses e meio de licença remunerada. Para cobertura dos custos de adoção, são liberados até 5 mil dólares e a empresa paga até 20% dos custos em serviços de cuidados para as crianças. Na HP, a as mães tem um mês e meio de licença e os pais têm 10 dias.

Tópicos: Salários, Benefícios, Gestão de negócios, Gestão, Gestão de pessoas, Licença-maternidade, Talentos, Teletrabalho, Vale do Silicio, Califórnia, Empresas, Yahoo, Empresas americanas, Empresas de internet