Hong Kong - O Walmart Stores considera fazer uma oferta por uma cadeia de supermercados de Hong Kong que está sendo vendida por uma empresa controlada pelo homem mais rico da Ásia, Li Ka-shing, disseram pessoas familiares com o assunto à Reuters.

O conglomerado Huchison Wahmpoa, de Li, definiu o prazo para ofertas iniciais pela ParknShop para até o dia 16 de agosto, que avalia em cerca de 4 bilhões de dólares, elevando o interesse de compradores corporativos e empresas de private equity.

A Walmart, maior varejista do mundo, trabalha com um banco conforme avalia as opções pela ParknShop antes do fim do prazo para ofertas preliminares, acrescentaram as fontes.

O Walmart não quis comentar.

No ano passado, o Walmart anunciou planos de abrir mais 100 novas lojas na China nos próximos três anos e criar 18 mil empregos em um esforço para impulsionar os negócios no país.

Tópicos: Fusões e aquisições, Aquisições de empresas, Varejo, Setores, Comércio, Walmart, Supermercados, Empresas, Empresas americanas