Aguarde...

Energia | 06/06/2011 21:37

Veremonte vende 8,8% da Brasil Ecodiesel a Hélio Seibel

Empresário do ramo madeireiro é considerado estratégico pela Veremonte

Divulgação/Brasil Ecodiesel

Brasil Ecodiesel

Brasil Ecodiesel: novo sócio no quadro de acionistas

São Paulo – O empresário Hélio Seibel comprou, nesta segunda-feira (6/6), 8,8% da Brasil Ecodiesel por um valor não revelado. Os papéis foram vendidos pela Veremonte, a holding que representa os interesses do megainvestidor espanhol Enrique Bañuelos no Brasil.

“Seibel é um sócio estratégico com quem conversávamos desde dezembro”, afirmou Marcelo Paracchini, CEO da Veremonte. Com o negócio, a Veremonte reduziu sua fatia na Brasil Ecodiesel de 30% para cerca de 22%. As ações já foram transferidas e o negócio, liquidado.

Hélio Seibel é conhecido no ramo madeireiro por controlar a Leo Madeiras, rede de lojas focada no setor, e a Satipel, fabricante de placas e compensados que se uniu à Duratex, controlada pela Itaúsa, a holding do Itaú.

Embora a fatia não lhe garanta um assento no conselho de administração da Brasil Ecodiesel, Paracchini conta com Seibel como aliado em uma manobra para destituir os atuais conselheiros e redesenhar essa instância.

A Veremonte não gostou da forma como o conselho da Brasil Ecodiesel rejeitou, em meados de maio, a proposta de incorporação da Vanguarda, empresa de agronegócio forte em soja e algodão.

Agora, a holding de Bañuelos propõe convocar uma assembleia extraordinária para substituir os conselheiros e reduzir o número de assentos dos atuais sete para seis.

Nessa divisão, duas cadeiras caberiam à Veremonte, duas iriam para o empresário Silvio Tini, principal opositor da ideia da associação com a Vanguarda, e duas ficariam com Seibel.

Comentários (0)  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados